Audio: sabe qual é a diferença entre saídas Phono e Line?

O áudio analógico, tal como os leitores de vinil e os gira-discos, ainda tem muitos entusiastas fiéis. Se é um desses entusiastas, é provável que tenha ligado os cabos à saída errada pelo menos uma vez. Na parte de trás dos leitores e colunas analógicos, existem normalmente duas portas com o mesmo formato, mas com etiquetas diferentes. Chamam-se saídas “phono” e “line”. Ambas têm a mesma função: enviar o som para um altifalante. No entanto, funcionam de forma muito diferente.

Audio: sabe qual é a diferença entre saídas Phono e Line?

O que é a pré-amplificação?

Num gira-discos ou leitor semelhante, o som incorporado no disco é descodificado pelo cartucho de leitura. Isto gera um sinal elétrico transmitido aos altifalantes, que reproduzem a gravação. No entanto, o sinal é muito fraco, com cerca de 0,005 volts. Para se reproduzir corretamente, tem de ser amplificado cerca de 60 vezes, atingindo o “nível de linha”. É aí que entra a diferença entre pré e pós-amplificação.

Os sinais pré-amplificados são, como o nome sugere, amplificados antes da transmissão por cabo. Pós-amplificação significa que o sinal viaja na sua forma mais fraca e é amplificado mais tarde, no destino (como colunas ou auscultadores) ou com equipamento dedicado, chamado amplificadores.

O que é Phono?

Quando ligado a esta porta, o gira-discos produz um sinal com baixa tensão, sendo necessário um pré-amplificador ou amplificador externo. Muitos gira-discos modernos têm um pré-amplificador incorporado para aumentar o sinal, permitindo uma ligação direta ao altifalante através de uma saída line.

Atualmente, o phono está disponível sobretudo em sistemas estéreo especificamente concebidos para reproduzir discos de vinil. Desta forma, o ouvinte pode utilizar um amplificador da sua preferência.

O que é a equalização RIAA?

Um aspeto crucial a compreender quando se discutem as saídas é o papel da equalização RIAA. RIAA significa Recording Industry Association of America (Associação da Indústria de Gravação da América), que estabeleceu uma curva específica, ou padrão, para equalização em discos de vinil.

Quando um disco de vinil é criado, o sinal de áudio é modificado por um processo de equalização. Este processo envolve a redução (atenuação) das baixas frequências e o aumento (amplificação) das altas frequências. Isto é feito por várias razões, incluindo a superação de limitações no formato do vinil, o aumento do tempo de reprodução e a redução da quantidade de espaço físico que as ranhuras ocupam no disco.

No entanto, este sinal alterado tem de regressar à sua forma original para reproduzir corretamente a música tal como foi concebida para ser ouvida. É aí que a equalização RIAA entra em ação durante a reprodução. A entrada phone de um dispositivo de áudio aplica o inverso da curva utilizada durante a gravação, aumentando as frequências baixas e atenuando as frequências altas, devolvendo o sinal de áudio à sua forma original.

Por conseguinte, ao ligar um gira-discos a um dispositivo de áudio, o dispositivo deve ter uma entrada phono com equalização RIAA se o gira-discos não tiver um pré-amplificador incorporado com equalização RIAA. Sem este processo de equalização, o áudio de um disco de vinil soará fino e estridente, com uma ênfase excessiva nas frequências altas e uma falta de graves.

Isto realça a importância da ligação correcta e os diferentes requisitos para sinais phono e line.

O que é o Line

O line utiliza-se para tudo o resto. Os gira-discos modernos são pré-amplificados, pelo que as colunas não precisam de melhorar ativamente o sinal. Nesse caso, é utilizada esta porta.

No entanto, se quiser (ou precisar) de usar colunas compatíveis com phono, essa porta também estará lá. Ambas as entradas utilizam o formato RCA, pelo que o mesmo cabo pode ser utilizado para ligações phone ou line.

Qual deve utilizar?

Hoje em dia, os melhores gira-discos e colunas têm normalmente ambas as portas disponíveis – muitos utilizam uma única porta ou um cabo RCA incorporado, com um interrutor físico entre os modos. Para reproduzir discos de vinil, utilize qualquer uma delas, desde que o cabo esteja ligado ao mesmo tipo de ranhura no leitor e na coluna. Assim, ligue uma saída phone com um pré-amplificador diretamente a um altifalante com uma entrada phone ou uma saída phone sem pré-amplificador a um amplificador externo, depois ao altifalante, e assim por diante.

Os gira-discos que suportam saídas phone e line têm por vezes um interrutor que permite alternar entre as duas opções.

Entretanto outras fontes de som também requerem um sinal pré-amplificado. Isto significa CDs, cassetes, áudio digital e tudo o mais que possa ser reproduzido através de altifalantes. Estas fontes de áudio requerem uma ligação line.

Entretanto clique aqui para seguir a Leak no Google Notícias e ficar a par de todas as informações mais importantes. Pode também subscrever aqui a nossa Newsletter e receber as notícias no seu e-mail.

mm
Bruno Fonseca
Fundador da Leak, estreou-se no online em 1999 quando criou a CDRW.co.pt. Deu os primeiros passos no mundo da tecnologia com o Spectrum 48K e nunca mais largou os computadores. É viciado em telemóveis, tablets e gadgets.

Especiais

Subscreva a Newsletter Leak

Não perca nenhuma informação importante! Subscreva a newsletter Leak e receba todas as notícias, destaques e outras informações importantes no seu e-mail.