Windows 10

A Microsoft tem trabalhado afincadamente, na resolução de todos os ‘bugs’ e problemas de compatibilidade que as últimas atualizações têm trazido para cima da mesa. Especialmente com a versão mais recente (Atualização do Windows 10 de Maio de 2019). No entanto, mesmo depois de todo este trabalho, parece que acabou de aparecer um novo ‘bug’ que está a bloquear a atualização em máquinas que tenham certas versões das drivers Intel Rapid Storage Technology (RST).

Portanto, a última versão do Windows 10 pode trazer problemas de instabilidade em algumas máquinas Intel

O problema está limitado a aparelhos com a versão 15.1.0.1002 e 15.5.2.1053 da Intel Rapid Storage Driver. Assim, se por acaso tem uma destas versões instaladas e tentar instalar a versão 1903 do Windows 10, irá receber a seguinte mensagem de erro:

Windows 10

Se por acaso está a ter este problemas, apenas precisa de instalar a versão 15.9.6.1044, disponível aqui.

Atualização do Windows 10 está a ser bloqueada em máquinas Intel – Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião, nos comentários em baixo.


Microsoft está a planear ter mais calma com as atualizações do Windows!

Windows 10

Depois do fiasco da grande atualização de Outubro de 2018, a Microsoft decidiu mudar um pouco a sua estratégia de updates. Por isso, há algumas semanas começou a mudar a forma como os pacotes são instalados. E até começou a permitir o adiamento das instalações.

Afinal de contas, a Microsoft tem seguido um sistema com duas grandes atualizações por ano! Onde a mais recente foi a atualização de Maio de 2019 (versão 1903)



Algo que deverá agora mudar, visto que a empresa quer lançar apenas uma grande atualização na primeira metade de cada ano. Complementando este esforço com um ‘Minor’ ou ‘Point Update’. Que em vez de ter vários GBs de tamanho, irá ser bastante mais pequeno sendo apenas focada em atualizações à Interface do utilizador.

É que caso não saiba, as grandes atualizações (Major) têm como foco principal mexer dentro do motor do próprio SO. Onde podemos incluir a kernel, APIs, Drivers, Scheduler, etc…

Leia o resto do artigo aqui.