As baterias dos smartphones estão finalmente a crescer! Mas…


Por em

As baterias dos smartphones estão finalmente a crescer! Mas… – Como já deve ter reparado, as fabricantes de smartphones estão finalmente a focar-se naquele que é o grande calcanhar de Aquiles do mundo dos telemóveis… A fraca autonomia da bateria.

Dito isto, na minha opinião, as grandes marcas do mercado sempre se preocuparam primeiramente com o design e apenas depois com a colocação da bateria. Como foi o caso do iPhone durante vários anos, bem como alguns smartphones Galaxy S do passado.

O objetivo sempre foi ter o smartphone mais sexy e fino do mercado!

No fundo, estamos a falar do clássico “Design 1st, functionality later!” Algo que era realmente interessante, especialmente quando a bateria acabava a meio do dia, e o telemóvel se transformava no tijolo inútil mais sexy e fino do mercado.

No entanto, parece que depois de anos de queixas, as fabricantes finalmente perceberam que ninguém se importa em ter um aparelho um pouco menos fino e um pouco mais pesado, desde que aguente um dia inteiro (ou mais) de utilização exigente!



Para perceber esta nova tendência, basta olhar para os mais recentes iPhone 11, 11 Pro e 11 Pro Max, que se tornaram um pouco mais pesados e mais grossos. (Algo que os utilizadores adoraram! Basta olhar para o sucesso no mercado dos novos smartphones da Apple)

Dito tudo isto, dou um grande bem haja à Huawei que anda há vários anos a apostar na bateria e carregamento rápido, bem como à ASUS, que apresentou dois smartphones topo de gama com uma bateria brutal, o ZenFone 6 (5000mAh) e o ROG Phone 2 (6000mAh).

No entanto, agora que as baterias dos smartphones estão finalmente a evoluir e a crescer… Temos uma nova funcionalidade que ameaça ‘matar’ todos os mAh extra!

ROG Phone 2 ecrã
ASUS ROG Phone 2 com um ecrã OLED de 120Hz

Portanto, como também já deve ter percebido, temos uma nova funcionalidade bem interessante no mundo dos smartphones, que curiosamente, é uma das bandeiras do mundo do PC Gaming… Os ecrãs OLED com elevadas taxas de atualização (Hz)!

Afinal, já temos no mercado vários smartphones com esta novidade, como é o caso dos OnePlus 7, 7T, ROG Phone 1/2, Oppo Reno, etc… Aliás, o ROG Phone já eleva esta taxa para os 120Hz. O que é simplesmente fenomenal, e todos os dias me mete um sorriso no rosto quando jogo Call of Duty Mobile ou Dragon Ball Legends.

Na minha opinião, é algo que se vai tornar ‘mainstream’ já no próximo ano. Aliás, o que não faltou na Internet em 2019 foram leaks a sugerir a implementação desta tecnologia nas ofertas da Samsung, Huawei e Apple, que são sem grandes dúvidas, as grandes do mercado.

Mas claro está, tudo isto vai com toda a certeza ter um impacto sério na autonomia das atuais baterias! Será que vale a pena?

No caso do ASUS ROG Phone 2, a coisa nem é tão evidente, quando temos uma super bateria de 6000mAh a alimentar a máquina. Mas quando as marcas do top 3 começarem a implementar esta funcionalidade, é bem provável que este tipo de bateria não entre nos planos da equipa responsável pelo design.

O que acaba por levantar a questão… Será que vale a pena? Prefere mais Hz ou mais autonomia?


As baterias dos smartphones estão finalmente a crescer! Mas… – Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Prefere os 90/120Hz, ou uma super autonomia? Partilhe connosco a sua opinião nos comentários em baixo.

Leia também

Ou veja mais notícias de Android, Apple, Especiais, Featured

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.
Anterior

Oppo Reno Ace: Dos 0 aos 100% de bateria em apenas 30 minutos!

Galaxy S11 vai ter um processador mais fraco que o iPhone 11

Seguinte