Apple prepara atualização para resolver problema com a Qualcomm

A Apple acredita que pode resolver alguns dos problemas legais com a Qualcomm através  de um update para o iOS. No entanto, a Qualcomm não desiste de banir iPhones na China.

A Qualcomm ataca, a Apple contra-ataca

De facto, agora que o fabricante de chipsets conseguiu bloquear a venda de determinados modelos em território Chinês, a Apple resolveu contra-atacar. Assim, a solução pode estar num update para o iOS. Ele pode acabar com os aspetos que podem estar a causar eventuais infrações. A propósito disto um porta-voz da Apple referiu que na próxima semana vão lançar uma nova atualização, apenas para iPhones na China que vai resolver o problema relacionado com duas patentes.

As patentes envolvem imagens e a gestão de aplicações

As patentes em questão estão relacionadas com a forma como as imagens são redimensionadas e como as aplicações são geridas. A Apple está a alegar que o iOS 12 não infringe nenhuma das patentes, conforme reclama a Qualcomm. Para além disso, mesmo que o gigante da maçã force todos os utilizadores do iPhone na China a atualizarem para a nova versão do iOS, a Qualcomm continua à procura de um acordo.

Ainda assim, a Apple contra-ataca e afirma que um acordo com o fabricante de chipsets pode ser mau para o mercado de dispositivos móveis chinês. Eventualmente os acordos de licenciamento e os royalties de patentes pagos à Qualcomm podem sair do controlo se houver a imposição de um acordo.

Este problema está para durar

No entanto, este problema não vai ser resolvido muito depressa. É que tem havido um rol de acusações entre as duas empresas. Exemplo disso, são o roubo de segredos comerciais até à violação de tecnologias de processadores. O que importa destacar é que a Qualcomm não parece mesmo querer desistir.

Esta empresa está também atrás dos parceiros de produção da Apple para pararem de produzir iPhones que estão a violar as patentes.

Apesar das alegações da Apple de que versões específicas do iOS não infringem patentes, a Qualcomm virou agora armas e bagagens para o iPhone XS, iPhone XS Max e iPhone XR, todos fornecidos com o iOS 12 instalado.

Resumindo e concluindo, mesmo depois da Apple enviar a atualização para os iPhones chineses, os problemas vão continuar. Assim, a Qualcomm vai continuar a bater o pé. Claro que isto vai favorecer os concorrentes da empresa americana. É que a Huawei, Xiaomi e Samsung querem dominar totalmente o mercado na China.

O que acham desta guerra? Mas afinal, quem terá razão? Contem-nos tudo nos comentários.