(Análise) ASUS ZenFone 8 Flip: Uma atualização premium

(Análise) ZenFone 8 Flip: – A ASUS e a sua grande aposta no mundo dos smartphones! É um assunto muito interessante que já discutimos várias vezes na leak.pt. É que apesar de por vezes passar ao lado de muito boa gente, a ASUS é inegavelmente uma das fabricantes que mais está a apostar no mundo dos smartphones Android. Sempre, ou pelo menos quase sempre, com ofertas muito interessantes, muita inovação à mistura, e claro, preços apelativos.

Afinal de contas, estamos a falar de uma fabricante, que só em 2021 já lançou 3 versões do ROG Phone 5 (duas delas com um mini ecrã OLED na traseira), bem como outros dois smartphones topo de gama. O ZenFone 8 que já analisámos aqui, bem como a versão que muito provavelmente irá chamar mais a atenção dos consumidores, o ZenFone 8 Flip.

Vamos perceber o que vale esta máquina?

(Análise) ASUS ZenFone 8 Flip: Uma atualização premium

Portanto, este lançamento tem algumas peculiaridades, afinal, a ASUS decidiu lançar duas versões, pondo muito foco na versão mais barata, e questionavelmente mais poderosa… A versão ‘normal’ ZenFone 8! Que é na verdade uma aposta compacta para o mundo Android. Algo que parece ter sido um pouco inspirado no iPhone 12 Mini da Apple.

- Advertisement -

Mas claro, mesmo com esta aposta, o modelo que vai chamar mais atenção é sem qualquer tipo de dúvida o ZenFone 8 Flip. 

Dito tudo isto, o ZenFone 8 Flip não é assim tão diferente do ZenFone 7 do ano passado. Aliás, podemos dizer que o design é quase uma fotocópia. Trazendo apenas uma atualização (muito boa), nos componentes internos que lhe dão vida.

Vamos por partes. Ao fazer Flip a isto tudo!

Design e Ecrã

Ao contrário do ZenFone 8, a versão Flip não é de todo uma versão mini ou compacta. Afinal, temos aqui um menino de 230g, que além disto, conta ainda com uma grossura de 9.6mm. Que na minha opinião não é demasiado grande ou pesado, mas que vai obviamente sentir bem na sua mão.

Como comparação, temos o S21+ da Samsung, que tem uma grossura de 7.8mm, e um peso de 202g. Mas lá está, o ZenFone 8 compensa a sua barriguinha a mais com uma bateria muito interessante, que lhe irá possibilitar um uso quase sem compromissos. (Falaremos mais nisto à frente).

Esquecendo essa parte, temos de nos focar naquilo que realmente interessa… O ASUS ZenFone 8 é um smartphone bonito, capaz de chamar a atenção?

Sim! Sem qualquer dúvida que sim. Aliás, apesar de já ter analisado três aparelhos ‘Flip’, o mecanismo continua a deixar as pessoas na rua completamente ‘WTF!? O que é aquilo?’. Ou seja, é um aparelho incrível, mas também prova que a ASUS precisa de fazer um esforço maior no marketing! Visto que os utilizadores, mesmo passados 3 anos, continuam sem saber o que se passa no mercado.

Entretanto, em termos de qualidade de construção, não tenho qualquer dúvida que este é o melhor ZenFone de sempre, ao trazer para cima da mesa um corpo composto por vidro e alumínio.

(O único defeito na construção é mesmo a escolha por Gorilla Glass 3 em vez de uma versão mais recente, e por isso, mais protetora.)

Quanto ao ecrã, temos algo muito similar ao que o ZenFone 7 trouxe para o mercado, ao ser um painel AMOLED FHD+ de 6.67” capaz de chegar aos 90Hz, conseguindo ainda oferecer uma resposta de 200Hz, 1ms, e claro, suporte a HDR10+.

No entanto, para mim, isto não faz muito sentido, visto que temos aqui um ecrã limitado a 500nits, o que poderá resultar em problemas de visualização em ambientes com muita luz. Além disso, muitos consumidores vão ficar confusos com o facto de o mais barato ZenFone 8 oferecer um ecrã capaz de ir aos 120Hz. Afinal, num mundo em que temos cada vez mais aparelhos a apostar nos 144Hz ou 165Hz, ter um “topo de gama” nos 90Hz, em 2021, parece um bocado estranho.

Aliás, esta nem é a única coisa estranha no Flip, visto que ao contrário do ZenFone 8 ‘normal’, também não temos entrada para auscultadores. O que é uma pena, visto que este menino até impressiona bastante no áudio, oferecendo uma qualidade de som muito satisfatória, e claro, um volume capaz de chatear até os vizinhos do lado.

Bem… Nem tudo é mau! Visto que com a sua super bateria de 5000 mAh, e um refresh rate limitado aos 90Hz, este menino é um autêntico campeão da autonomia. Além disto, temos ainda de falar da grande vantagem da câmera Flip deste ZenFone 8… Não temos notch ou furo no ecrã!

Para completar o tema ecrã, temos um sensor de impressão digital debaixo do painel, que como nas versões anteriores, é super preciso e rápido.

  • Nota: Como temos este ‘estranho’ sistema de câmeras, pode esquecer certificação IP67 ou IP68. Vai ter de apostar na certificação “não meta este telemóvel dentro de água!”.

Câmeras

Pois bem, já falámos um bocado sobre as câmeras do smartphone, mas agora é que vamos mesmo entrar no tema a sério. É que além da vantagem do desaparecimento de coisas chatas no ecrã OLED, resultando numa experiência realmente ‘infinita’ de ecrã… Temos uma outra grande vantagem!

Pode utilizar o módulo principal de câmeras para o que você bem entender! Posso até dizer, que temos aqui o sonho de qualquer fã das selfies ou dos vlogs.

Afinal de contas, temos uma câmera principal de 64MP (Sony IMX686) com uma abertura de f/1.8 e capacidades Dual PD Autofocos. Que por alguma razão, oferece apenas EIS, em vez de OIS como no ZenFone 8. Além deste sensor principal, temos ainda mais duas lentes de suporte, uma de 12MP ultra wide, e uma outra de 8MP telefoto capaz de oferecer zoom ótico até 3x.

Muito resumidamente, apesar de não ser o melhor módulo de câmeras do mercado, é extremamente competente em qualquer situação. E claro, mais uma vez, temos a vantagem de poder movimentar o módulo como bem entender. É que caso não saiba, ele não tem apenas duas posições (traseira ou frontal), pode controlar o movimento do mecanismo como bem entender.

Mas veja estes exemplos de foto:

Quanto ao módulo em si, fique também a saber que apesar de nunca ter sido algo problemático, a ASUS decidiu apostar num design ainda mais robusto.

Com a fabricante a garantir 300 mil flips, ou seja, mais de 150 flips por dia, durante 5 anos. Além disso, o módulo também se mexe mais rapidamente (+50%). Além de tudo isto, todas as proteções continuam a fazer parte do pacote, ou seja, mesmo que deixe o telemóvel cair, o módulo irá recolher de forma automática.

Performance

Pessoalmente, a nível de performance pura e dura, prefiro o ZenFone 8 normal, mas este Flip não é nenhum menino de coro. Temos um SoC Qualcomm Snapdragon 888, memória RAM LPDDR5, armazenamento UFS 3.1, entre outros componentes habituais em qualquer topo de gama de 2021.

No entanto, por razões desconhecidas, enquanto o ZenFone 8 tem versões com 16GB de RAM, o ZenFone 8 Flip está limitado aos 8GB. O que é uma pena, visto que nos benchmarks, este menino é capaz de ultrapassar o Galaxy S21 Ultra em várias tarefas. Mas como está limitado a uma quantidade de RAM mais baixa, acaba por perder no geral. Dito isto, temos de ser realistas, a este preço, é uma performance simplesmente brutal, que o transforma num aparelho muito desejável para qualquer tipo de utilizador.

Entretanto, com o Snapdragon 888, temos aqui um aparelho capaz de suportar as redes de nova geração 5G. Aliás, todo o aparelho é brutal em termos de conectividade sem fios, visto que também temos suporte a dois cartões SIM, Bluetooth 5.2, Wi-Fi 6e, e claro, NFC.

Bateria (Autonomia)

Como disse em cima, existe uma razão para o ZenFone 8 Flip ser ‘gordinho’. É o tamanho da sua bateria! Temos uma célula de 5000mAh, que claro está, irá dar sumo suficiente para qualquer entusiasta aguentar o dia todo. Dois dias de uso é complicado, mas se utilizar o modo de ultra-battery saving, é possível estender consideravalmente o seu tempo de uso.

Entretanto, além do tamanho da bateria, temos ainda um carregador de 30W incluído na caixa (algo raro hoje em dia). Sendo possível carregar 25% em apenas 15 minutos, ou cerca de 50 em 30 minutos.

Contudo, o carregamento sem fios voltou a ficar na caixa. Algo que começa a ser difícil de perdoar em 2021.

Conclusão

Em suma, o ZenFone 8 Flip é um aparelho muito interessante para este ano de 2021, isto mesmo tendo em conta que não é bem uma revolução face ao modelo do ano passado, mas sim uma simples atualização.

Temos aqui tudo o que realmente precisa! Um ecrã de 6.67” sem notch ou furos capaz de chegar aos 90Hz, um Snapdragon 888, RAM LPDDR5 e ainda armazenamento UFS 3.1. Para alimentar tudo isto, podemos ainda contar com uma bateria de 5000mAh.

Obviamente, apesar de para muito boa gente ser apenas um gimmick, a câmera flip continua a ser muito interessante, e realmente muda a forma como filmamos ou tiramos uma fotografia. O que num mercado cada vez mais interessado na captura de imagens e vídeos, é algo a ter em conta.

A única coisa estranha aqui é que a ASUS parece ter limitado o aparelho de forma propositada, com o modelo mais pequeno a chegar com um ecrã melhor, mais RAM, OIS, entre outras coisas… O que possivelmente vai acabar por confundir os consumidores, resultando num afastamento dos consumidores.

Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião nos comentários em baixo.

Entretanto clique aqui para seguir a Leak no Google Notícias e ficar a par de todas as informações mais importantes. Pode também subscrever aqui a nossa Newsletter e receber as notícias no seu e-mail.

mm
Nuno Miguel Oliveirahttps://www.facebook.com/theGeekDomz/
Desde muito novo que me interessei por computadores e tecnologia no geral, fui sempre aquele membro da família que servia como técnico ou reparador de tudo e alguma coisa (de borla). Agora tenho acesso a tudo o que é novo e incrível neste mundo 'tech'. Valeu a pena!

Especiais

Subscreva a Newsletter Leak

Não perca nenhuma informação importante! Subscreva a newsletter Leak e receba todas as notícias, destaques e outras informações importantes no seu e-mail.