Inicio Apple Adolescente invade os sistemas da Apple e rouba ficheiros privados

Adolescente invade os sistemas da Apple e rouba ficheiros privados

Um adolescente australiano de 16 anos invadiu o sistema interno da Apple várias vezes e roubou 90 GB de ficheiros privados depois de aceder a contas de utilizadores, noticiou o jornal australiano The Age.

Em múltiplas ocasiões, num período de pelo menos um ano, o jovem estudante conseguiu infiltrar-se nos sistemas da Apple e roubar chaves de acesso, altamente seguras, que lhe permitiram entrar nas contas de utilizadores.

Segundo a defesa do advogado do invasor, o estudante ficou conhecido na “comunidade internacional de hackers” ao ponto de que falar sobre os detalhes do caso poderia representar um risco para a segurança do jovem.

O adolescente, cujo nome não pode ser divulgado publicamente devido à sua idade, declarou-se culpado pelas acusações perante um tribunal de menores na Austrália, na passada terça-feira. A sentença não será divulgada até ao dia 20 de setembro.

De acordo com o pouco que se sabe sobre o caso, o jovem aproveitou o uso de VPNs e de outras ferramentas para evitar ser identificado, mas acabou por não escapar.

Depois de tomar conhecimento da falha de segurança, a Apple bloqueou o acesso e entrou em contacto com o FBI, que reencaminhou o caso para a Polícia Federal Australiana. Na casa do adolescente, a polícia encontrou num computador arquivos e “instruções” numa pasta que o adolescente chamou “hacky hack hack”.

De acordo com um oficial de justiça, foram confiscados dois computadores da Apple cujos números de série equivalem aos do dispositivo com o qual o jovem invadiu os sistema da empresa. Além disso, a justiça confiscou também um telemóvel e um disco rígido.

Não é totalmente claro que tipo de dados o adolescente conseguiu roubar, como tudo aconteceu e, sobretudo, porque foi preciso um ano para detetar as atividades ilícitas.

De acordo com a agência Reuters, a Apple garantiu que a invasão não comprometeu qualquer informação pessoal identificável dos seus utilizadores. “Queremos garantir aos nossos utilizadores que, durante o incidente, as suas informações não foram comprometidas”, afirmou um porta-voz da empresa. Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir.

Quer receber notificações gratuitas no seu smartphone ou computador sempre que lançamos um novo artigo? Clique aqui.

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

mm
Bruno Fonseca
Fundador da Leak, estreou-se no online em 1999 quando criou a CDRW.co.pt. Deu os primeiros passos no mundo da tecnologia com o Spectrum 48K e nunca mais largou os computadores. É viciado em telemóveis, tablets e gadgets.

Leia também

(Análise) Mate 40 Pro: A prova que a Huawei não pode morrer

(Análise) Huawei Mate 40 Pro: Como já fiz tanta vez, podia começar este artigo com a tradicional 'lenga-lenga' a explicar o facto de a...

IPTV em 2020? Estes são os melhores programas!

O IPTV está cada vez mais popular, especialmente para quem já não tem tempo para simplesmente estar sentado à frente da TV. Afinal de...

(Mini-Review) Huawei Watch GT 2 Pro: Mais premium=melhor?

(Mini-Review) Huawei Watch GT 2 Pro: Quando a Huawei lançou o seu primeiro Watch GT, na altura da apresentação do excelente smartphone Mate 20...

Entrou no espírito natalício? Este é o melhor conteúdo da Netflix!

Já falta menos de um mês para que se assinale uma das datas mais importantes do ano para muitas pessoas, o Natal. E como...

(Análise) Logitech MX Anywhere 3: Uma miniaturização fantástica!

A Logitech é uma fabricante muito conhecida pelos seus ratos e teclados, especialmente se for um utilizador focado na produtividade... O que claro está,...