ADN

Aposto que não estava à espera de ler isto hoje, mas o ADN, o material genético mais proeminente, foi usado com sucesso, para armazenar informação digital!

Sim, é verdade! Uma equipa de cientistas, com um grande foco na biotecnologia, liderados por Christopher N. Takahashi, Bichlien H. Nguyen, Karin Strauss e Luis Ceze. Num projeto patrocinado pela DARPA e Microsoft, e com o apoio da Universidade de Washington, foram capazes de codificar e descodificar informação digital em cadeias de ADN.

Portanto, devido a este avanço, foi então possível, desenvolver um aparelho de armazenamento de dados, que consiste num codificador capaz de escrever ‘1’ e ‘0’ nas sequências de ADN.

ADN



Existe mesmo um aparelho físico, com líquido, onde o ADN é armazenado, livre de contaminação ou problemas com a temperatura.

Para tudo funcionar, os investigadores desenvolveram um protocolo, capaz de converter os 1’s e 0’s para texto! Assim, foi codificada uma mensagem “HELLO”, armazenada e posteriormente descodificada, sem qualquer tipo de perda de informação, durante um periodo de 21 horas.

Ok, muito giro… Mas para que serve tudo isto?

O armazenamento de dados em ADN, pode abrir a porta para várias possibilidades!

Primeiramente, no futuro, poderemos vir a conseguir criar os nossos próprios dispositivos de armazenamento, para armazenar informações de fora, com o nosso próprio genoma. E posteriormente, transmitir estas informações, através de agentes, como vírus de propósito específico.

Eu sei que isto parece bastante ‘Sci-Fi’, bem… Porque no fundo é algo que parece mesmo ter saído de um qualquer filme. Em boa verdade, também não sou a melhor pessoa para explicar o que pode estar prestes a chegar. No entanto, é inegável dizer que o futuro está a caminho, e as possibilidades são mesmo infinitas.

Ademais, o que pensa sobre isto? Partilhe connosco a sua opinião, nos comentários em baixo.

Fonte

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.