5G ficou muito aquém dos seus objetivos!

Ainda se lembra da altura em que o 5G parecia a melhor coisa após a invenção do pão fatiado? Era uma tecnologia com um potencial tremendo, capaz de mudar completamente o paradigma da comunicação, abrindo portas à evolução de muitas outras tecnologias como era o caso do streaming de jogos para qualquer aparelho em sua casa, e claro, a condução autónoma.

Uma montanha que pariu um rato? Talvez sim, talvez não! Talvez ainda seja cedo para tirar essa conclusão. Mas a SK Telecom já começou a apontar dedos.

5G ficou muito aquém dos seus objetivos!

Portanto, como se deve lembrar, as redes de nova geração 5G foram inicialmente tidas como uma autêntica revolução tecnológica sem paralelo nas comunicações sem fios. No entanto, como já deve ter percebido, especialmente se tem um smartphone compatível com o 5G, os produtos atuais relacionados com o 5G ficaram muito aquém de serem revolucionários.

Sendo exatamente por isso que a SK Telecom acredita que a indústria precisa de progredir, ao criar algo distinto, inovador, e realmente capaz de impressionar os consumidores. Estamos obviamente a falar da próxima geração de redes móveis (6G).

Quem é a SK Telecom?

É a maior operadora da Coreia do Sul, com mais de 30 milhões de clientes subscritos aos seus planos. É também uma das fornecedoras de rede móvel que mais apostou na implementação do 5G. Sendo exatamente por isso que a gigante das telecomunicações acredita que existem lições a serem aprendidas, para que não se repitam os mesmos erros num futuro cada vez mais próximo.

Podemos ler num novo “white paper” da SK Telecom, com o título de “Lições do 5G” que as metas eram demasiado ambiciosas em 2019, e que apesar de 4 anos no mercado, a tecnologia que serve de base às redes de nova geração não foram realmente transformativas. Ou seja, a realidade é que o 5G não mudou a forma como os utilizadores utilizam os seus aparelhos. Aliás, a verdade é que o 5G até trouxe uma nova complexidade para as redes, e por vezes até dificuldades de acesso às redes sem fios. (Já tentou pagar o parquímetro através do seu smartphone com 5G em Lisboa? É uma aventura!)

Em suma, depois do salto qualitativo do 3G para o 4G, o 5G acabou por não trazer nada de novo. Sim, se formos ao detalhe, o 5G trouxe ligações mais rápidas, e até um decréscimo no custo por GB. Segundo a operadora, os consumidores conseguem agora consumir 50% mais dados comparativamente ao passado. Porém, não podemos ser “ceguinhos”, esse aumento no consumo de dados não está diretamente relacionado com o investimento no 5G, mas sim com a exigência do lado dos consumidores, e posterior adaptação dos tarifários móveis para uma nova realidade.

Usa o seu smartphone 5G de forma diferente relativamente aos tempos do 4G? Nota alguma diferença? Partilhe connosco a sua opinião na caixa de comentários em baixo.

 

Siga a Leak no Google Notícias e não perca todas as informações mais importantes.

mm
Nuno Miguel Oliveirahttps://www.facebook.com/theGeekDomz/
Desde muito novo que me interessei por computadores e tecnologia no geral, fui sempre aquele membro da família que servia como técnico ou reparador de tudo e alguma coisa (de borla). Agora tenho acesso a tudo o que é novo e incrível neste mundo 'tech'. Valeu a pena!

Especiais

Subscreva a Newsletter Leak

Não perca nenhuma informação importante! Subscreva a newsletter Leak e receba todas as notícias, destaques e outras informações importantes no seu e-mail.

Artigos relacionados