YouTube diz adeus a 58 milhões de vídeos por violarem as regras


Por em

O YouTube continua a lutar contra conteúdos impróprios e ofensivos que aparecem com algumas regularidade nesta plataforma. De facto a luta está muito ativa. É que as últimas informações divulgadas por esta rede afirmam que removeram 58 milhões de vídeos e 224 milhões de comentários apenas no terceiro trimestre do ano.

É verdade que esta plataforma tem vindo a ser acusada de não conseguir combater de forma eficiente vídeos que contenham extremismo, pornografia, abuso e outros materiais violadores de políticas.

No entanto, através de uma combinação de pessoas e tecnologia, milhões desses vídeos e canais estão a ser sinalizados e removidos.

O YouTube explica que um canal é excluído se acumular três avisos de diretrizes da comunidade em 90 dias ou um único caso de abuso grave, o que inclui comportamento predatório. Mais de 1,6 milhões de canais foram removidos no terceiro trimestre de 2018. A isto juntam-se 50,2 milhões de vídeos que eles continham. Durante o mês de setembro, a maioria deles, quase 80%, foram excluídos porque se enquadravam na categoria de spam e fraude.

Youtube

Dos 7,8 milhões que também foram removidos, 6,3 milhões foram inicialmente marcados por computadores antes de serem encaminhados a moderadores humanos para exclusão.

Entretanto, 74,5% deles nunca sequer foram vistos.

Quem normalmente reporta estes vídeos são moderadores de confiança. Por vezes são também ONGs e agências governamentais.

No caso dos canais ofensivos, a maioria dos vídeos foram excluídos por causa de spam e conteúdo fraudulento (72%). Já as razões relacionadas com a segurança infantil ocupam a segunda posição com cerca de 10%. O extremismo violento representou apenas 0,4% desses vídeos.

Por fim, o YouTube removeu 224 milhões de comentários durante o trimestre.

A grande maioria consiste em spam identificado por sinalização automática. Apenas 0,5 por cento foram excluídos como resultado de sinalização humana.

Embora a Google tenha aumentado  o número de moderadores para mais de 100.000 este ano, as mais de 300 horas de vídeo que são carregadas a cada minuto impossibilitam a pré-verificação de cada um.

É por este motivo que alguns defendem um sistema de aprovação dos vídeos. No entanto, iria complicar muito mais o trabalho dos YouTubers. O que acham desta medida? Contem-nos tudo nos comentários!

Leia também

Ou veja mais notícias de Android

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.
Etiquetas
Anterior

Afinal quanto custa produzir o dobrável Samung Galaxy F?

Estas são as piores passwords de 2018. Tem alguma na lista?

Seguinte