Inicio Android Xiaomi diz que acusações de segurança não são bem assim

Xiaomi diz que acusações de segurança não são bem assim

Segundo um artigo recente por parte da conceituada revista Forbes, a Xiaomi estava a recolher uma enorme quantidade de dados dos utilizadores. Isto era feito sobretudo através do Mi Browser. Pode ler mais sobre isto aqui. A notícia refere que os dados recolhidos vão desde meras informações de utilização até dados que podem identificar as pessoas. De facto, esta informação caiu como uma bomba na Internet. Agora a gigante chinesa contra-ataca e a Xiaomi afirma que não rouba nada a ninguém e esta questão de segurança não é o que parece.

Xiaomi diz que acusações de segurança não são bem assim

A publicação da Forbes afirma que o Mi Browser da Xiaomi recolhe informações como os sites visitados pelo utilizador. Também inclui pesquisas e outros dados que surgem no feed de notícias do browser. Para piorar as coisas, o mesmo artigo revela que esta empresa recolheu estes dados confidenciais mesmo quando os utilizadores usavam o browser no modo de navegação anónimo.

Apesar de até existir alguma encriptação dos dados dos utilizadores, era usado o sistema Base64, que é facilmente ultrapassável. Para além disso referiram que as informações estavam a ser enviadas para servidores remotos em Singapura e na Rússia. Entretanto, a Forbes também afirmou que os outros browsers desenvolvidos pela Xiaomi – Mi Browser Pro e Mint Browser, também tinham os mesmos “mecanismos de recolha de dados”.

Xiaomi segurança

Depois da confusão, a Xiaomi respondeu a estas alegações negando todas as informações publicadas pela Forbes.

A empresa afirma que sempre teve a privacidade dos utilizadores e a segurança na Internet como uma das suas principais prioridades. Entretanto, esta empresa explicou as suas práticas de recolha de dados numa tentativa de garantir que não é o que parece. Além disso, afirma que os utilizadores não devem acreditar em “notícias falsas” que venham a desonrar a sua reputação.

De acordo com a publicação da empresa, a Xiaomi recolhe dois tipos de dados: dados estatísticos agregados de utilização e a sincronização dos dados de navegação do utilizador. Este último inclui informações como o histórico de dados de navegação que são sincronizados quando o utilizador começa a usar o browser e quando a função de sincronização de dados está ativada. Aqui inclui-se informações do sistema, preferências e muitas coisas que segundo a Xiaomi outros browsers também fazem.

Entretanto esta empresa afirma que não está a recolher informações ou o histórico do browser quando as pessoas estão no modo de navegação anónimo. Para provar tudo isto que está a dizer, a Xiaomi partilhou o código fonte do browser. Entretanto, apesar da resposta da Xiaomi os investigadores da Forbes ainda não estão convencidos.  Para eles, esta empresa ainda está a recolher dados sobre o smartphone, incluindo números exclusivos para identificar o dispositivo específico e a versão do Android. Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir.

Quer receber notificações gratuitas no seu smartphone ou computador sempre que lançamos um novo artigo? Clique aqui.

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

mm
Bruno Fonseca
Fundador da Leak, estreou-se no online em 1999 quando criou a CDRW.co.pt. Deu os primeiros passos no mundo da tecnologia com o Spectrum 48K e nunca mais largou os computadores. É viciado em telemóveis, tablets e gadgets.

Leia também

WhatsApp recebe imagens autodestrutivas! Veja como funciona

O WhatsApp tem estado a testar uma novidade de imagens autodestrutivas nos últimos meses. As primeiras provas surgiram pela primeira vez no início deste...

Windows 10 recebe patch com lista monstruosa de correções

Depois da pequena lista de correções de bugs do Patch Tuesday de setembro para a atualização do Windows 10 de outubro de 2020 (versão...

Android 11 na TV: o que está presente na nova versão!

A Google está a acompanhar o lançamento do Android 11 com muitas novidades. Dito isto, foi lançada uma nova versão do Wear OS, o...

Galaxy Note 20 vs Galaxy Note 20 Ultra: qual é mais resistente?

Embora pertençam à mesma gama, existem algumas diferenças entre o Galaxy Note 20 e o Galaxy Note 20 Ultra. Eles usam diferentes ecrãs, câmaras,...

Com medo dos 825GB da PlayStation 5? Ainda bem!

Se há coisa que assusta na nova geração de consolas, principalmente na PlayStation 5 que apenas conta com 825GB de capacidade de armazenamento na...