Xiaomi apostou na fotografia computacional! O que é isto?

Desde que o seu foco se mudou para as gamas mais altas, de forma a competir com as gigantes do mundo dos smartphones, e assim tentar apostar no domínio deste tão complicado mercado, que a aposta na fotografia tem sido uma constante pelos lados da Xiaomi, especialmente nos últimos meses, em que até já vimos uma parceria com a Leica a dar alguns frutos.

Mas, a coisa vai bastante mais além de uma simples aposta. A Xiaomi está a investir forte, e bem, e por isso mesmo, quer que você, o consumidor, perceba onde e porquê.

Xiaomi apostou na fotografia computacional! O que é isto?

xiaomi 12S, Ultra

Portanto, caso já não se lembre, em 2017, a Xiaomi já andava a apostar na fotografia, ao lançar um dos primeiros smartphones do mercado com uma câmera de 12MP equipada com zoom ótico de 2x e ainda um OIS de quatro eixos, estamos a falar do ‘velhinho’ Mi 6. Mas, mais uma vez, a as coisas não ficaram por aqui. Afinal, logo a seguir, ao perceber que este era o caminho de separação do trigo do joio, no mundo dos smartphones, em 2018, a Xiaomi decidiu criar uma equipa apenas e só para a investigação e desenvolvimento de novas tecnologias na parte da captura de imagem em smartphones.

Uma equipa que tem demonstrado o seu valor, como temos visto pelo aumento de performance do modo noturno nos aparelhos Xiaomi, e ademais performance nos testes aos mais recentes aparelhos de gama alta, como é o caso do Mi 11 Ultra no ano passado, e mais recentemente, dos Xiaomi 12 e 12S.

- Advertisement -

Aliás, as coisas têm evoluido tanto que a Xiaomi até já conseguiu ganhar prémios em eventos como o NITRE 2022, isto já para não falar do reconhecimento de outras entidades no mundo da fotografia.

A melhor resposta a um problema complexo é a mais simples

Pois bem, para ficarmos a saber mais sobre a visão por detrás do impulso de Xiaomi na fotografia computacional e as metodologias internas da equipa de IA de Algoritmos de Imagem, temos Lei Lei Lei, um dos responsáveis pela já mencionada equipa de desenvolvimento, a partilhar alguma da sua experiência.

Pois bem, depois de pensar neste problema durante algum tempo, a equipa de Lei Lei Lei encontrou uma solução! Desenvolver uma aplicação de fotografia alimentada por IA, que ajusta automaticamente o brilho e o contraste das fotografias para as tornar mais atrativas.

Xiaomi mostra o que o seu investimento fez pela fotografia computacional

A abordagem de Lei Lei Lei é conhecida como “Exploração Estética”.

Na Xiaomi, todos os engenheiros de imagem acreditam que a experiência do utilizador é impulsionada por “preferências estéticas subjetivas”. Assim, a interpretação destas preferências tem sido uma das principais prioridades da agenda. A resolução deste puzzle requer uma mistura complexa de engenharia de imagem, processamento de detalhes, refinamento de contraste, equilíbrio de brancos, e aprendizagem de IA. Tudo para assegurar que os utilizadores capturem imagens e vídeos exatamente da forma que imaginaram.

Investigação e Desenvolvimento focado na experiência do utilizador

Em 2018, a fotografia tornou-se uma das características mais procuradas nos smartphones, e os principais fabricantes começaram a direccionar uma grande parte dos seus recursos para a investigação fotográfica e vídeo. Como marca líder da indústria, Xiaomi contribuiu para esta tendência tecnológica ao introduzir produtos de mercado de massas com características de fotografia e vídeo de topo de gama. Estas características incluem algumas das maiores lentes fotográficas smartphone da indústria, bem como características inovadoras de IA.

Os algoritmos para a IA de Xiaomi são cuidadosamente concebidos e optimizados por produto, tendo sempre em conta as necessidades dos consumidores. “A ideia de desenvolver características computacionais fotográficas, incluindo o Modo Noturno, teve origem na nossa simples observação de que as imagens tiradas em condições de pouca luz raramente satisfazem as expectativas de qualidade dos utilizadores. O que é exacerbado pelo facto de se tratar de um cenário fotográfico bastante comum, tal como quando se sai à noite com amigos”.

O Modo Noturno foi desenvolvida com um objetivo claro em mente… Permitir aos utilizadores captar imagens claras e nítidas enquanto reduzem os níveis de ruído ao fotografar a um nível tão baixo como 0,1 Lux. Ou seja, aproximadamente o mesmo que fotografar com apenas uma lua cheia como fonte de luz.

Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Interessante? Acha que a Xiaomi está a investir bem, para ficar à frente das rivais? Partilhe connosco a sua opinião na caixa de comentários em baixo.

Entretanto clique aqui para seguir a Leak no Google Notícias e ficar a par de todas as informações mais importantes. Pode também subscrever aqui a nossa Newsletter e receber as notícias no seu e-mail.

mm
Nuno Miguel Oliveirahttps://www.facebook.com/theGeekDomz/
Desde muito novo que me interessei por computadores e tecnologia no geral, fui sempre aquele membro da família que servia como técnico ou reparador de tudo e alguma coisa (de borla). Agora tenho acesso a tudo o que é novo e incrível neste mundo 'tech'. Valeu a pena!

Especiais

Subscreva a Newsletter Leak

Não perca nenhuma informação importante! Subscreva a newsletter Leak e receba todas as notícias, destaques e outras informações importantes no seu e-mail.