Revolução: nem imagina como o Windows vai ficar em 2024!

A equipa do Windows passou recentemente por uma grande mudança, o que, como seria de esperar, resultou na mudança de planos da empresa em relação a futuras atualizações e novos lançamentos do Windows. O Windows Central publicou uma informação sobre o que está por vir para o Windows em 2024, revelando supostos detalhes sobre um novo lançamento com grande foco na inteligência artificial e funções inovadoras.

Revolução: nem imagina como o Windows vai ficar em 2024!

“Hudson Valley”, o lançamento do Windows de próxima geração, mudará (novamente) a forma como a Microsoft atualiza seu sistema operativo com novas funções. De acordo com o relatório, a Microsoft abandonou a ideia de adicionar novas funções ao sistema operativo com uma ou duas atualizações a cada ano. Agora, quer lançar uma atualização anual cheia de novas funcionalidades.

Apesar disso, o Windows 11 provavelmente receberá mais uma atualização “momentânea” no primeiro semestre de 2024 antes que a Microsoft lance o “Hudson Valley” em setembro ou outubro. O “Hudson Valley” será baseado na plataforma Germanium, e os primeiros computadores equipados com esta plataforma e processadores ARM deverão chegar às lojas em junho de 2024. O Germanium trará várias melhorias que beneficiarão os computadores com processadores ARM, como o recentemente anunciado Qualcomm Snapdragon G Elite.

peças americanas, QUalcomm, covid-19 chipsets

Por outras palavras, é de esperar uma vaga de novos dispositivos com alterações substanciais no interior. Entretanto as novas funções pensadas para “Hudson Valley” chegarão em atualizações cumulativas em alguns meses. Para os atuais utilizadores do Windows 11, o “Hudson Valley” será uma grande atualização do sistema operativo, semelhante à passagem do Windows 7 para o 10.

Que funcionalidades podemos esperar? 

IA, claro. Muita IA. Uma grande parte dessas funções exige hardware dedicado, como unidades de processador neural (NPU). O Windows Central afirma que a Microsoft quer sempre o Copilot num núcleo a trabalhar em segundo plano para melhorar a pesquisa, fornecer informações contextuais e muito mais. Fontes não identificadas afirmam que o “Hudson Valley” trará funções de IA “inovadoras”.

Windows 11 Copilot

Entretanto o Windows Timeline deverá regressar, desta vez com IA. O Copilot irá vigiar as suas coisas, permitindo-lhe procurar todas as instâncias, ecrãs, aplicações ou ficheiros que contenham uma palavra ou ficheiro específico. A Pesquisa do Windows terá suporte para linguagem natural, dando aos utilizadores a capacidade de encontrar ficheiros usando linguagem descritiva.

Outras funcionalidades deverão incluir o aumento da escala de vídeo para multimédia e jogos, melhores legendas em direto e wallpapers alimentados por IA com efeitos parallax. Mas também pode contar com alterações no menu Iniciar e Explorador de Ficheiros. Deverão ter uma área dedicada a aplicações destinadas a criadores, funcionando como um lançador rápido para o Microsoft 365.

A bateria dos portáteis vai durar muito mais!

Mas há muito mais. Espere uma eficiência energética muito melhorada, com a duração da bateria prolongada “até 50% em determinado hardware”. Parece que a Microsoft já está a testar algumas destas funcionalidades nas últimas versões.

portátil assistência, quanto dura a bateria de um portátil?

Finalmente, há aquela maquete que a Microsoft mostrou no ano passado. A empresa está a brincar com a ideia de mover a barra de tarefas para a parte superior do ecrã e transformar a parte onde podemos lançar aplicações numa doca. O Windows Central afirma que a Microsoft ainda não tem certeza se fazer uma mudança tão radical é uma boa ideia. Por isso, talvez não chegue em 2024, se é que chegará. Seja como for seria uma apresentação ainda maior ao macOS.

Tal como acontece com as dúvidas sobre a barra de tarefas, a Microsoft ainda não decidiu como chamar o Windows de próxima geração. Chamá-lo de Windows 12 pode segmentar ainda mais o mercado, onde o Windows 10 tem atualmente cerca de mil milhões de dispositivos e o Windows 11 cerca de 400 milhões. Centenas de milhões de computadores não poderão atualizar para o Windows 11, pelo que a Microsoft pode simplificar os nomes para que as coisas pareçam pelo menos um pouco mais arrumadas.

Entretanto clique aqui para seguir a Leak no Google Notícias e ficar a par de todas as informações mais importantes. Pode também subscrever aqui a nossa Newsletter e receber as notícias no seu e-mail.

mm
Bruno Fonseca
Fundador da Leak, estreou-se no online em 1999 quando criou a CDRW.co.pt. Deu os primeiros passos no mundo da tecnologia com o Spectrum 48K e nunca mais largou os computadores. É viciado em telemóveis, tablets e gadgets.

Especiais

Subscreva a Newsletter Leak

Não perca nenhuma informação importante! Subscreva a newsletter Leak e receba todas as notícias, destaques e outras informações importantes no seu e-mail.