SSD

Nos últimos meses, muito se tem falado do novo SSD que a Sony desenvolveu para conquistar a próxima geração de consolas. Afinal de contas, segundo a empresa, este componente irá possibilitar uma significativa diminuição ou até a completa remoção dos tempos de ‘loading’.

Prova disso, é a ‘Tech Demo’ de Spider-Man desenvolvido para a ‘velhinha’ PS4, a correr na PlayStation 5, que em vez de 15 segundos, demorou apenas 0.8s a carregar o cenário. Algo sem dúvida espantoso, e certamente a grande aposta da Sony! Que acima de tudo, irá aumentar a imersividade em jogos como Horizon Zero Dawn e God of War.



Similarmente, temos a Microsoft que anunciou também ter desenvolvido um novo SSD, que até poderá ser utilizado como ‘RAM Virtual’.

No entanto, isto pode originar um conflito, com o novo modelo de negócio de vários estúdios!

Anaconda vs PS5

De forma bem curiosa, os ecrãs de ‘loading’ parecem fazer parte integral, dos planos de vários estúdios e ‘publishers’. Calma… Vamos tentar explicar!

Imagine isto, faz download de um jogo, mas antes de o começar a jogar… É obrigado a assistir a um anúncio publicitário de um minuto, que por acaso até está incorporado no ecrã de loading.

O problema aqui, é que apesar do jogo já estar completamente carregado, não irá conseguir saltar o anúncio! Ou seja, isto é no fundo, o mesmo exato modelo de negócio que vemos em vários jogos mobile.

Mas isso é impossível! Se já pago 60/70€ por um jogo, como é que vou ver anúncios publicitários?

NBA 2K19

Pois, eu partilho dessa opinião… Mas caso não saiba, isto já acontece no NBA 2K19, que custa estes mesmos 60/70€. E tendo em conta, que as empresas que reinam no mundo dos videojogos, estão cada vez mais gananciosas… Não seria de admirar, ver este tipo de sistema implementado em cada vez mais jogos!

Aliás, não foi assim há tanto tempo, que a Capcom implementou conteúdo publicitário no Street Fighter V. Em que vários cenários e até a roupa dos lutadores, continham logos de patrocinadores.

Claro que isto poderia ser desativado, mas quem o fizesse, perdia imediatamente os benefícios adicionais.

Em suma, se estes anúncios publicitários começam a ser a norma. Tanto a Sony como a Microsoft, podem meter os SSDs que quiserem nas suas consolas. Não irá valer de nada.


Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião, nos comentários em baixo.