(Smartwatch) Fossil não quis apostar nos novos Snapdragon Wear!

Pessoalmente, apesar da Google maltratar o seu Sistema Operativo Wear OS quase como se fosse um desempregado bêbado que chega a casa pronto a bater na mulher… A verdade é que continuo a adorar ter um relógio ‘smart’ Wear OS no meu pulso. Especialmente quando a Fossil pega no SO mobile da Google, e o leva para um dos designs espectaculares que tem no mercado, como o Skagen Falster 3 que temos em análise.



No entanto, por alguma razão que desconhecemos, a gigante Fossil escolheu ignorar os novo processadores Qualcomm Snapdragon Wear 4100! Estamos a falar de novos processadores que supostamente têm a grande missão de levar o mundo Wear OS a níveis completamente novos, de forma a rivalizar com a Apple, Samsung e Huawei.

Mas… Se tudo isto é verdade, e os novos Snapdragon Wear 4100 são assim tão poderosos. Porque razão é que os novos smartwatches Fossil irão chegar ao mercado equipados com o processador antigo? Ao fim ao cabo, esta é uma das fabricantes que mais aposta no Wear OS!

Fossil snapdragon

Portanto, como costuma ser habitual nesta altura do ano, a Fossil já anda a certificar os seus aparelhos para os lançar na segunda metade do ano. Contudo, nenhum deles aposta no novo SoC da Qualcomm. Porquê? Curiosamente, parecem existir várias razões para esta decisão.

Primeiramente, é possível que os novos processadores ainda não estivessem disponíveis na altura do desenvolvimento destes novos relógios ‘smart’. Afinal, os novos Wear 4100 e 4100 apenas foram anunciados há algumas semanas. E lá está, se os novos modelos já estão na fase de certificação Bluetooth, estão prestes a ser lançados para o mercado tradicional de consumo.

Em segundo lugar, é também possível que os novos SoC da Qualcomm para o mundo Wear OS sejam demasiado caros! Por isso, a Fossil optou por apostar nos mais antigos e mais baratos processadores da fabricante. (Algo que se iria refletir no preço final, que por si só já é bastante alto! Em tempos de COVID, a empresa decidiu optar pelo caminho mais seguro).

Em suma, a gama de 2020 da Fossil não irá contar com o aumento de desempenho no CPU e GPU, suporte a Bluetooth 5.0, nem melhorias na autonomia (~25%), o que é realmente uma pena.


(Smartwatch) Fossil não quis apostar nos novos Snapdragon Wear! – Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião nos comentários em baixo.

Fonte

mm
Nuno Miguel Oliveirahttps://www.facebook.com/theGeekDomz/
Desde muito novo que me interessei por computadores e tecnologia no geral, tive o meu primeiro PC aos 10 anos e aos 15 anos montei a minha primeira torre, desde aí nunca mais parei. Tudo o que seja tecnologia, estou na fila da frente para saber mais.

Mais deste autor

Relacionadas

Publicidadespot_img

Últimos artigos

iPhone 13 Pro com 120Hz, mas sem 120Hz? Apple diz que é um bug

Como deve saber, uma das grandes novidades na nova gama iPhone 13 da Apple, nomeadamente nos modelos Pro, é mesmo a introdução da funcionalidade...

Chrome vai passar a ser esquisito com o dark mode no Android

O Google Chrome para Android permite escurecer os sites de forma automática. No entanto, esta definição é sempre ativada para todos e não apenas...

Xiaomi vai ser a nova Huawei? Problemas na Europa?

Xiaomi vai ser a nova Huawei? - O NCSC (Centro Nacional de Cybersegurança da Lituânia) divulgou na passada quarta feira, um novo relatório tendo...

Não perca nenhuma informação de última hora!

Registe-ne na Newsletter Leak e receba diariamente todas as informações no seu email!