Sensor de impressões digitais do novo iPhone já está ser preparado

A maioria dos fabricantes de smartphones Android já optaram pela implementação dos novos sensores de impressões digitais no ecrã. Lembramos que recentemente a Samsung apresentou o primeiro dispositivo com leitor de impressões digitais ultra-sónico que garante logo à partida uma precisão muito maior. Por outro lado, a Apple que costumava marcar o passo nestas andanças está a ficar muito para atrás e ainda não existe nenhum iPhone que já tenha aderido a esta tendência. Será no novo iPhone? Tudo indica que sim.

novo iPhone

Novo iPhone deve contar com um sensor de impressões digitais no ecrã

De facto, tudo pode estar para mudar. É que recentemente e depois de muitas guerras em tribunal, a Apple e a Qualcomm ficaram amigas. Assim, já estão a trabalhar juntas para desenvolverem o novo sensor de impressões digitais. A ideia é utilizar uma tecnologia semelhante ao sensor ultra-sónico do Galaxy S10 no iPhone. De facto a Apple quer um leitor com muita qualidade e rapidez. De certeza que o vai conseguir.

Os sensores ultra-sónicos no ecrã são considerados mais rápidos, seguros e funcionam com precisão. Mesmo em ambientes húmidos!

Assim, em comparação com os sensores óticos, têm a capacidade de desbloquear o dispositivo em 250 ms. Para além disso apresentam uma taxa de rejeição máxima de 1%. Entretanto, ao contrário dos sensores de 300 mícrons nos sensores tradicionais, os sensores de segunda geração da Qualcomm podem trabalhar eficientemente até 800 mícrons.

Apesar dos sensores ultra-sónicos serem muito avançados também falham. De facto, um utilizador conseguiu desbloquear um S10 utilizando um modelo de impressão digital 3D impresso. Dito isto, a Apple necessita de resolver estas falhas no sensor de impressões digitais de segunda geração da Qualcomm antes de o implementar no novo iPhone.

De facto, não faz sentido a Apple lançar um novo iPhone sem este sensor. É que ficaria novamente muito atrás da concorrência. De certeza que o gigante da maçã não quer isso. De acordo com um estudo da empresa IHS Markit, o mercado de smartphones com sensor de impressões digitais no ecrã vai atingir os 100 milhões este ano.

mm
Bruno Fonseca
Fundador da Leak, estreou-se no online em 1999 quando criou a CDRW.co.pt. Deu os primeiros passos no mundo da tecnologia com o Spectrum 48K e nunca mais largou os computadores. É viciado em telemóveis, tablets e gadgets.

Mais deste autor

Relacionadas

Publicidadespot_img

Últimos artigos

Google Fotos: a novidade mais esperada desapareceu sem data!

Em 2019 na conferência da Google conhecemos uma novidade que ia chegar ao Google Fotos. Esta novidade chamava-se Colorize e utilizava a IA para...

Não quer instalar o iOS 15? Veja como continuar a ter updates!

O iOS 15 chegou e veio cheio de funcionalidades. De facto, há muitas e boas razões para mudar! No entanto, há muitas pessoas que...

Gmail: recupere o espaço da sua conta em segundos!

O Gmail é sem dúvida uma excelente plataforma de email. No entanto, partilha do mesmo problema das outras plataformas. Os emails vão-se acumulando, especialmente...

Não perca nenhuma informação de última hora!

Registe-ne na Newsletter Leak e receba diariamente todas as informações no seu email!