O Samsung Galaxy Note 9 será um dispositivo capaz de disponibilizar uma Samsung Desktop Experience (DeX) muito mais completa do que qualquer antecessor. As informações têm origem nos sites XDA-Developers e no WinFuture.

Basicamente, as novas informações referem que o Galaxy Note 9 será em grande parte um dispositivo DeX auto-suficiente, já que não vai necessitar de periféricos. Assim, não será necessário uma DeX Station ou DeX Pad para que este dispositivo funcione como um computador. Isto é aliás algo que já vimos no Mate 10 Pr0 da Huawei e também no P20 Pro. Toda a tecnologia e capacidades vão estar incluídas no telefone e, portanto, os proprietários só vão ter de ligar o Galaxy Note 9 a um monitor. Isto será possível através da utilização de um adaptador USB Tipo-C para HDMI e/ou um cabo.

Isto é sem dúvida uma boa notícia para quem comprar o Note 9, uma vez que não vai ter de gastar dinheiro em docas opcionais. No entanto, obrigou a que a Samsung tivesse cuidados redobrados no desenvolvimento deste dispositivo. Um dos argumentos que era utilizado para a existência da docking station passava pela sua capacidade de agir como uma forma de manter os smartphones Galaxy um pouco mais frios quando estavam a passar por esta forma de utilização mais exigente enquanto computador. Ora, para que tudo resulte sem doca, foi necessário que a Samsung preparasse o equipamento para não sobreaquecer.

Entretanto e usando o bluetooth, os possuidores do Galaxy Note 9 poderão usar o Bluetooth para ligar dispositivos adicionais quando necessário, como um rato ou um teclado.