Os processadores podem estar prestes a ter um ‘Boost’ brutal!

Se por acaso não conhece a Lei de Moore, esta diz que um processador irá duplicar a sua contagem de transistores de 2 em 2 anos. O que claro está, irá resultar num aumento brutal de performance no mesmo espaço de tempo.

No entanto, já há algum tempo que esta ‘lei’ anda a ser violada… Graças aos limites daquele que é o material mais utilizado nos processadores atuais, o silício.

Pois bem, parece que estamos a entrar numa nova era, em que o Sheriff ‘Moore’ poderá voltar à cidade, visto que os processadores com Nano-tubos de Carbono estão a chegar!



nano-tubos

“Hello, world! I am RV16X-NANO, made from CNTs” -> Esta foi a primeira mensagem, processada pelo primeiro processador CNT! Uma tecnologia desenvolvida por investigadores do MIT, que poderá revolucionar o mundo da computação. (Pelo menos até à chegada dos computadores quânticos)

Este material é 8x maior do que o seu antecessor, com 14,702 nano-tubos de carbono, sendo capaz de correr instruções 32-bit RISC-V em dados 16-bit. Contudo, o que é realmente interessante, é que nada disto é uma grande novidade.

Portanto, apesar da ‘Lei de Moore’ estar um pouco de lado, devido às limitações do silício, a verdade é que após muitos milhões de investimento para saber o que vem a seguir… Ninguém está pronto a apostar numa nova tecnologia. O que é realmente grave, visto que a performance dos CPUs irá ser severamente limitada num futuro muito próximo.

Será que a solução está no ‘Nano’?

A solução pode estar neste tipo de material, que pode ser utilizado da mesma exata maneira que o silício atual, mas no entanto poderá oferecer o triplo da performance, ao gastar 1/3 da energia.

Pois bem, depois de vários anos de desenvolvimento, este tipo de material começou a ser utilizado da mesma exata maneira e equipamentos que produzem o silício que é utilizado hoje em dia. Utilizando instruções RISC-V e software Bluespec. Portanto, é fácil chegar à conclusão que a sua produção poderá ser escalonada a qualquer momento.

Aliás, a DARPA já começou a implementar algumas técnicas aqui utilizadas numa linha de produção experimental.

“Na nossa opinião, já não é uma questão de ‘se acontecer’, é uma questão de ‘quando é que vai acontecer’.”

Um dos investigadores afirma que poderemos encontrar produtos baseados nestas técnicas de produção no mercado, dentro de 5 anos.


Os processadores podem estar prestes a ter um ‘Boost’ brutal! Graças aos Nano-Tubos – Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião, nos comentários em baixo.

Fonte

mm
Nuno Miguel Oliveirahttps://www.facebook.com/theGeekDomz/
Desde muito novo que me interessei por computadores e tecnologia no geral, tive o meu primeiro PC aos 10 anos e aos 15 anos montei a minha primeira torre, desde aí nunca mais parei. Tudo o que seja tecnologia, estou na fila da frente para saber mais.

Mais deste autor

Relacionadas

Publicidadespot_img

Últimos artigos

Windows 10: atenção desative agora mesmo estas opções!

É verdade que o Windows 11 está quase a chegar. No entanto ainda há muitas pessoas que estão a utilizar o Windows 10 e...

Especial – O que é uma TV Box? É uma porta aberta para o IPTV!

É muito provável que já tenha ouvido falar de aparelhos denominados de TV Box, Box Android, ou Smart Box, por essas Internets fora. Pois...

Condução automática da Tesla chega a quem se porta bem!

Ainda existem preocupações com os sistemas que permitem uma condução totalmente autónoma. No entanto, a Tesla não deixa de apostar nele. Aliás até alargou...

Não perca nenhuma informação de última hora!

Registe-ne na Newsletter Leak e receba diariamente todas as informações no seu email!