NASA aposta no Metaverso para preparar a vida em Marte

Muitas vezes não pensamos nisso mas os jogos que nos ajudam a estarmos sempre tão entretidos podem ter um papel muito importante no desenvolvimento da tecnologia. Isto porque podem ser aplicados de várias formas e até treinarem as pessoas para coisas inimagináveis. A NASA reconheceu este potencial rapidamente e estabeleceu uma parceria com a criadora de Fortnite, a Epic Games, para emitir um “desafio” para os programadores de jogos que envolve o Metaverso, já a pensar em Marte.

NASA aposta no Metaverso para preparar a vida em Marte

Dito isto, a NASA desafiou as empresas que desenvolvem jogos a criarem ativos de realidade virtual com o Unreal Engine 5 baseados em Marte. No entanto, os programdores não vão começar completamente do zero. Isto porque o ambiente MarsXR já contém um vasto “mundo” que se estende por milhares de kms, apresenta ciclos dia/noite, clima marciano realista, gravidade, fatos espaciais, veículos e outros ativos. Entretanto os programadores têm a opção de usar os ativos já fornecidos ou adicionar os seus próprios para criarem as experiências em Marte.

- Advertisement -

Nasa Metaverso

Mais especificamente, a agência espacial está à procura de cenários realistas nas seguintes cinco categorias: “Definir instalações”, “Investigação Científica”, “Manutenção”, “Exploração” e “Surpresa”. Esta da surpresa é algo onde podemos colocar as coisas que eventualmente poderão surpreender a NASA. Uma boa notícia é que há prémios para ganhar. De facto, são vinte no total. Dito isto, serão atribuídos quatro prémios para cada categoria, com um prize pool total a rondar os 7000 Euros. Além disso, o vencedor de cada categoria receberá 6 mil. Os participantes terão 80 dias para apresentar o seu trabalho.

Até agora, a competição já obteve enorme atenção, com mais de 220 equipas de programadores, de vários locais do mundo, como Quénia, Irão, Ucrânia, Coreia do Sul, Taiwan e muito mais como refere o site TweakTown.

Será muito interessante se alguns dos ambientes e experiências criados pelos programadores fornecerem locais de treino úteis para futuros colonos de Marte.

Mas o que importa mesmo destacar é que a NASA tem um grande orçamento e poderia facilmente dedicar uma pequena quantidade dos seus recursos para criar ambientes de realidade virtual específicos. No entanto, deixar o público criar as suas próprias experiências pode produzir um tipo diferente de valor que os investigadores da NASA poderiam não conseguir.

Pode-se inscrever aqui.

Entretanto clique aqui para seguir a Leak no Google Notícias e ficar a par de todas as informações mais importantes. Pode também subscrever aqui a nossa Newsletter e receber as notícias no seu e-mail.

mm
Bruno Fonseca
Fundador da Leak, estreou-se no online em 1999 quando criou a CDRW.co.pt. Deu os primeiros passos no mundo da tecnologia com o Spectrum 48K e nunca mais largou os computadores. É viciado em telemóveis, tablets e gadgets.

Especiais

Subscreva a Newsletter Leak

Não perca nenhuma informação importante! Subscreva a newsletter Leak e receba todas as notícias, destaques e outras informações importantes no seu e-mail.