Microsoft está a planear mudar outra vez as atualizações do Windows

A Microsoft foi super agressiva com as atualizações do Windows 10, quando lançou o sistema operativo para o mercado de consumo tradicional. O que levou vários utilizadores à loucura, com atualizações desnecessárias e claramente indesejadas. Aliás, várias pessoas optaram pelo uso de ferramentas como o ShutUp10 para evitar tanta atualização a toda a hora.

Dito isto, é óbvio que não existe nada de errado com atualizações regulares a um sistema operativo… Mas como a Microsoft não tem um grande um controlo de qualidade com o seu software, acaba por ser bastante assustador verificar se existe algo de novo no Windows Update.



A Microsoft quer mudar novamente a maneira como atualiza o Windows 10

Windows 10

Como deve saber, as últimas atualização ao Windows 10 têm feito mais mal do que bem. Afinal de contas, ainda se lembra quando o SO começou a apagar dados pessoais, teve problemas com o som, ou simplesmente perdeu conexão com a sua rede WiFi?

Portanto, graças a todos estes problemas, parece que a Microsoft percebeu finalmente que os utilizadores querem ter um pouco mais de controlo nas atualizações que entram na sua máquina.

Assim, a gigante da indústria está agora a planear separar atualizações menos importantes do Windows 10 com os patches críticos de segurança! Que deverão aparecer agora num novo espaço denominado de ‘View Optional Updates’.

Aqui irá encontrar atualizações de drivers, algumas novas funcionalidades e ainda outras atualizações menos importantes que nada têm a ver com a segurança da sua máquina.

Em suma, a ideia aqui é deixar que os utilizadores mantenham a sua máquina num estado que seja confortável para o seu uso, sem obrigações de atualizações. Algo que deverá chegar ao mercado algures em 2020, provavelmente com a atualização 20H1 do Windows 10.


Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião nos comentários em baixo.

Fonte

Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir. Obrigado!

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

Leia também

Deixe um comentário