Intel vai tentar juntar os 14nm aos 10nm num único processador?

Caso não saiba, o sucesso da AMD no mercado de processadores não se deve apenas ao processo de 7nm da TSMC. Nada disso, visto que a fabricante usa um design híbrido modular de componentes. Ou seja, um único processador é feito de várias partes diferentes, que curiosamente, são feitas com processos de produção diferentes, o que muito resumidamente serve para a empresa não ter de lidar com os problemas de produção que a Intel tem tido nos últimos anos.

Aliás, é devido a isto que a AMD conseguiu lançar no mercado produtos com uma excelente performance a um preço apelativo. Mas pode ler mais sobre isto aqui:

Pois bem, parece que a Intel está a tentar fazer algo bastante parecido com a sua futura geração de processadores ‘Rocket Lake-S’ que deverá chegar ao socket LGA1200.

Intel vai tentar

Portanto, aparentemente, os novos “Rocket Lake-S” serão baseados em múltiplos módulos de 14nm, capazes de dar espaço ao núcleos de CPU, bem como uma outra die de 10nm que deverá dar espaço aos componentes ‘uncore’.

Algo parecido ao que a AMD está a fazer, mas ao contrário, visto que a die com os núcleos de CPU Zen 2 são baseadas no processo mais avançado (7nm)!  Isto enquanto os componentes ‘uncore’ são baseados no processo de 12nm.

Dito isto, os novos núcleos de CPU de 14nm dos chips Rocket Lake-s deverão ser baseados na nova arquitetura Willow Cove. Algo que finalmente deverá trazer ganhos de IPC bastante significativos em comparação à velhinha mas ainda utilizada arquitetura Skylake. Entretanto, na parte ‘uncore’, iremos encontrar um iGPU Xe Gen12 com 96 unidades de execução, um controlador de memória DDR4, suporte ao standard PCI-Express 4.0, etc…

Curiosamente, esta nem é a primeira vez que a Intel opta por esta estratégia, visto que os processadores ‘Clarkdale’ faziam uso de partes de 32nm e 45nm no mesmo pacote.

Porquê produzir o iGPU nos 10nm e núcleos de CPU nos 14nm?

É impossível dizer com toda a certeza… Mas é provável que a Intel não consigo fazer backport à arquitetura Xe, enquanto o mesmo é completamente possível com a arquitetura “Willow Cove”.

Além disto, os 10nm não são capazes de chegar às mesmas frequências dos 14nm. Por isso, faz mais sentido apostar nos 14nm para conseguir frequências significativamente mais altas. Para a marca tentar apostar no IPC, que continua a ser o ponto fraco da rival AMD.


Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião nos comentários em baixo.

Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir.

Subscreva a newsletter Leak e tenha acesso diário aos principais destaques, ofertas e descontos nos parceiros Leak. Clique aqui

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

mm
Nuno Miguel Oliveirahttps://www.facebook.com/theGeekDomz/
Desde muito novo que me interessei por computadores e tecnologia no geral, tive o meu primeiro PC aos 10 anos e aos 15 anos montei a minha primeira torre, desde aí nunca mais parei. Tudo o que seja tecnologia, estou na fila da frente para saber mais.

Leia também