Intel Core 10000 vão desiludir… Mas os 11000 vão trazer coisas novas!


Por em

Os novos Intel Core 10000 (Comet Lake-S) deverão chegar ao mercado algures nos próximos meses (se o COVID deixar), para tentar rivalizar com os super bem sucedidos Ryzen 3000 da AMD. Dito isto, as novidades desta nova plataforma não irão impressionar ninguém… Pelo menos em comparação com aquilo que a nova geração Intel Core 11000 (Rocket Lake-S) poderá trazer para cima da mesa!



Afinal de contas, enquanto os próximos processadores Intel deverão desiludir tanto em performance como em novas funcionalidades. Parece que a Intel vai querer compensar com a geração seguinte, que deverá chegar ao mercado de mão dada com as novas motherboard Intel Series 500, trazendo também uma nova arquitetura. (Caso não saiba, os Intel Core 10000 vão também contar com novas boards, na forma das Intel Series 400).

Os Intel Core 10000 vão desiludir… Mas os Core 11000 vão trazer coisas novas!

10900KF

É uma jogada estranha, visto que os novos Intel Core 10000 já vão precisar de novas boards, com um novo socket (LGA 1200), que por sua vez deverá trazer mais pinos que as atuais boards LGA 1151. No entanto, as novas funcionalidades irão chegar apenas com as boards series 500… O que vai tornar este ciclo de atualização ainda mais inútil do que o esperado, caso a Intel não traga o suporte as estas funcionalidades já na próxima geração de motherboards, permitindo posteriormente algum tipo de retro-compatibilidade com a próxima geração de CPUs.

Portanto, de acordo com o muito fidedigno VideoCardz, a próxima geração Intel Core 11000 (se a empresa continuar com esta nomenclatura) deverá chegar algures na segunda metade do ano. Sendo baseada nos novos chipsets Intel Series 500, uma iteração dos chipsets Intel Series 400 que deverá chegar ao mercado já no próximo mês.

O processo de 14nm vai voltar no fim do ano, ainda não é desta que os 10nm chegam ao mercado Desktop… Mas pelo menos, vamos finalmente ter uma nova arquitetura! (Adaptação de algo desenhado para os 10nm)

As grandes melhorias virão nos núcleos propriamente ditos dos novos processadores, sendo baseados numa adaptação da arquitetura Willow Cove. Sim, a Intel vai pegar em designs pensados para os 10nm, levando-os para os velhinhos mas muito eficientes 14nm.

Dito tudo isto, parece que vamos finalmente dar as boas vindas ao standard PCIe 4.0, que claro está, já deu um ar de sua graça no lado da AMD. Permitindo assim a chegada dos SSDs super rápidos ao mundo Intel (máximo de 7 GB/s). Além disto, estes processadores também já vão trazer novos iGPUs baseados na arquitetura gráfica Intel Xe, que deverá dar origem às primeiras placas gráficas dedicadas da fabricante algures em 2020.

Além de tudo isto, vamos ainda dar as boas vindas ao DMI (Direct Media Interface) que deverá permitir uma duplicação da largura de banda, bem como a integração de conectividade ThunderBolt 4 e USB 3.2 20G.


Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião nos comentários em baixo.

Leia também

Ou veja mais notícias de Featured, Hardware

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.
Anterior

Moto G8 Power Lite: todos os segredos foram revelados!

IPTV grátis? Saiba como ter acesso a centenas de canais… De borla!

Seguinte