(Huawei + Estados Unidos) Trump já manda fora do seu país!?

Sabe o que acabou de acontecer? Foi basicamente um novo capítulo na já longa história de conflitos comerciais entre os Estados Unidos e China, e claro, mais uma vez quem irá pagar as favas é a Huawei. Afinal de contas, parece que as fabricantes de semi-condutores irão ficar impossibilitadas de comercializar com a gigante Chinesa.

Especialmente a TSMC, que de forma bem curiosa parece ser agora muito amiga da Administração liderada por Donald Trump.



Nova facada na Huawei? Está na hora do contra-ataque Chinês!

Estados Unidos Huawei

Portanto, como é óbvio, o governo Chinês já está um bocado farto de toda esta situação com a Huawei. Por isso, está neste momento a considerar contra-atacar. Quem são os alvos? Fácil, a Apple e a Qualcomm.

Mas vamos por partes, caso não saiba, a administração liderada por Donald Trump acabou de renovar a proibição em cima da Huawei, de forma a prevenir que a gigante Chinesa retome as relações negociais com as fabricantes de hardware ou software sediadas nos Estados Unidos.

Uma nova facada nas intenções da Huawei… Sim, é verdade que a empresa tem conseguido dar a volta no mercado Android com os seus próprios serviços, ao mesmo tempo que tem reciclado versões antigas do seus smartphones para manter os tão desejados serviços da Google. Contudo, é inegável que toda esta situação foi devastadora para a fabricante, com muitos consumidores a fugirem dos seus aparelhos como o Diabo da cruz.

Então… Mas Trump só pode proibir relações comerciais com empresas do seu país, não é? Errado!

Huawei

As novas regras de proibição vão incluir gigantes da produção como a TSMC, uma das maiores parceiras da Huawei, sendo responsável pelo fabrico de todos os SoCs que dão vida aos smartphones Huawei (Kirin). Sabe porquê? Porque muita da produção da TSMC depende de tecnologia produzida ou patenteada por empresas Norte Americanas.

Assim, o Departamento do Comércio Norte Americano irá apenas permitir a produção de chips já autorizados, desde que o envio seja feito nos próximos 120 dias. Mas leia o que o Secretário do Comércio Wilbur Ross disse:

“Apesar das acções do ano passado, a Huawei e suas parceiras continuaram os seus esforços de forma a minar as restrições de segurança.”

Contra-ataque Chinês?

Entretanto, de acordo com o Global Times of China, o país está neste momento a preparar as suas próprias restrições em resposta a esta renovação. No entanto, esta não é a primeira vez que ouvimos falar de um contra-ataque nos últimos 12 meses… E na verdade, nunca nada aconteceu.

Curiosamente, a própria TSMC já anunciou que irá construir uma nova fábrica em solo Norte Americano.


Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião nos comentários em baixo.

Entretanto clique aqui para seguir a Leak no Google Notícias e ficar a par de todas as informações mais importantes. Pode também subscrever aqui a nossa Newsletter e receber as notícias no seu e-mail.

mm
Nuno Miguel Oliveirahttps://www.facebook.com/theGeekDomz/
Desde muito novo que me interessei por computadores e tecnologia no geral, fui sempre aquele membro da família que servia como técnico ou reparador de tudo e alguma coisa (de borla). Agora tenho acesso a tudo o que é novo e incrível neste mundo 'tech'. Valeu a pena!

Especiais

Subscreva a Newsletter Leak

Não perca nenhuma informação importante! Subscreva a newsletter Leak e receba todas as notícias, destaques e outras informações importantes no seu e-mail.