Google Stadia

A Google Stadia vai disponibilizar testes gratuitos de jogos e serviços após o lançamento. Numa entrevista à StadiaCast, o chefe de produto da Stadia, John Justice, conforme relata o site Android Authority, confirmou que os testes a esta plataforma são prioritários para a empresa. Ele também alguns detalhes acerca da disponibilidade do “buddy pass” e revelou algumas novidades acerca do novo controlador e também sobre os jogos de borla!

Google Stadia: afinal vai poder testar os jogos de borla!

O Google Stadia é um serviço de streaming de jogos baseado na cloud. Ele estará disponível em várias plataformas, incluindo smartphones (a começar no Pixel 3 e 3a), browser Chrome, Chromecast Ultra, portáteis, tablets e portáteis. A Stadia vai chegar a novembro aos EUA, Reino Unido, Canadá e a 11 países europeus.

O Stadia Pro custa cerca de 9,99 Euros por mês. Também há uma versão limitada da “Founder’s Edition”, que custa 129 dólares nos EUA e está disponível para pré-encomenda. O pacote do Stadia Founder’s Edition vem com um adaptador chamado Chromecast Ultra, um controlador, três meses de Stadia Pro e um passe de três meses para dar um amigo. O tal buddy pass.

jogos de borla

Na entrevista ao StadiaCast, Justice confirmou que os passes para amigos da Stadia Founder’s Edition estarão disponíveis duas semanas após o lançamento. Prevê-se que os passes sejam lançados após seis meses de lançamento.

Uma das revelações mais importantes da entrevista foi acerca dos testes gratuitos do Stadia. Justice confirmou que o Stadia “terá trials”, mas disse que só devem chegar  “alguns meses (após o lançamento)”. “Estamos a trabalhar no caminho certo e a fazermos tudo como devemos fazer”. “Trials é algo que está no topo da lista”.

Os testes gratuitos do Stadia não serão restritos aos clientes do Stadia que queiram experimentar novos jogos e funcionalidades. Assim, a Google vai abrir também os testes para não clientes.

Ao nível do controlador Stadia, Justice confirmou que o dispositivo não possui sensores giroscópicos para o controlo de movimento.

Isto pode ser uma tentativa de manter o preço do comando baixo. No entanto, o responsável da Google afirmou que muitos programadores não queriam esta funcionalidade. Faz sentido de algum modo.

Entretanto também confirmou que os jogadores Stadia que utilizarem o Chromecast ou uma TV que suporte este sistema nativamente, não vão poder usar um rato ou teclado tão cedo. É que a Google ainda não descobriu uma forma de oferecer suporte para o driver de rato e teclado que é necessário. Assim, parece que os jogadores do Chromecast Stadia terão de utilizar realmente os comandos.