Google Earth está impressionante com as novas imagens!

Hoje em dia dificilmente dispensamos as aplicações da Google. De facto, este gigante desenvolve aplicações muito úteis que simplificam em larga escala a nossa vida. Falamos da Apps como o Google Fotos que serve para não perdermos nenhuma foto importante e também do popular Google Maps que nos leva sempre para o caminho certo. No entanto há outras apps em que a Google tem vindo a trabalhar a fundo. Falamos especificamente do Google Earth que tem vindo a melhorar significativamente nos últimos dez anos.

Google Earth está impressionante com as novas imagens!

De facto, as imagens de satélite estão melhores do que nunca e quando usamos o controlo deslizante para nos aproximarmos de uma determinada região, percebemos logo isso. Um olhar rápido revela logo que a maioria das imagens capturadas nos últimos anos é facilmente perceptível, enquanto as mais antigas costumavam ser em preto e branco e dificilmente reconhecíveis.

Realmente é extraordinário percebermos que a Google conseguiu catalogar uma quantidade inacreditável de imagens para preencher os seus vários serviços de mapeamento.

Google Earth
Não são imagens com uma qualidade incrível?

Numa publicação recente no blog da Google, o responsável pelo produto Google Maps, Thomas Escobar, afirmou que a empresa capturou mais de 16 milhões de quilómetros de imagens do Street View. É o suficiente para dar a volta ao mundo mais de 400 vezes, observa Escobar.

Entretanto, o Google Earth agora contém mais de 36 milhões de quilómetros quadrados de imagens de satélite com qualidade HD de vários fornecedores. Segundo Escobar, as imagens do Google Earth cobrem assim 98% da população do planeta.

Para além do que referi, a coleção de imagens do Street View é ainda mais impressionante. Como provavelmente sabe, o Google tem uma enorme frota de veículos que percorrem o mundo recolhendo fotos no nível da rua. Mas sabia que o Google também utiliza barcos, ovelhas e até camelos para ajudar a recolher imagens em locais remotos?

Mas recolher imagens é apenas parte da equação, pois a gigante da tecnologia necessita de usar um processo chamado fotogrametria para alinhar e juntar tudo de modo a criar uma representação precisa do mundo real. A abordagem da Google é única, pois utiliza imagens de várias fontes e consegue uma precisão incrível.

mm
Bruno Fonseca
Fundador da Leak, estreou-se no online em 1999 quando criou a CDRW.co.pt. Deu os primeiros passos no mundo da tecnologia com o Spectrum 48K e nunca mais largou os computadores. É viciado em telemóveis, tablets e gadgets.

Mais deste autor

Relacionadas

Publicidadespot_img

Últimos artigos

Atenção Windows 11: há um novo problema que afeta a velocidade!

O Windows 11 teve direito a um novo update muito recentemente (Build 22000.282) que resolve vários bugs. Um deles afetava o desempenho do novo...

Afinal a série que vai derrotar Squid Game (Round 6) é outra!

A Netflix tem destas coisas. Quando achamos que uma série está a ganhar força e vai ultrapassar todas as outras eis que algo acontece...

Windows 11: PC sem suporte? Por enquanto, ainda não acontece

Como deve saber, uma das grandes diferenças no Windows 11, está nos requisitos mínimos de suporte à sua instalação, que deixam muitas máquinas teoricamente...

Não perca nenhuma informação de última hora!

Registe-ne na Newsletter Leak e receba diariamente todas as informações no seu email!