Estados Unidos não querem dar migalhas à Huawei!

Como deve saber, a Huawei foi capaz de voltar a produzir processadores Kirin em 2023, ao aproveitar as linhas de 7nm da SMIC. Algo que deu uma nova força aos mais recentes smartphones topo de gama da marca Chinesa, sendo exatamente por isso que o Mate 60 foi um sucesso tão estrondoso no mercado Asiático.

Entretanto, depois de todo este sucesso, amplamente noticiado por milhares de meios de notícias, a Huawei começou a planear dar o salto para um outro processo de produção mais avançado (5nm), para tentar continuar a evoluir como empresa, ao lançar produtos cada vez mais evoluídos, poderosos e eficientes.

Mas… Os Estados Unidos continuam com a mira em cima da gigante das telecomunicações. Não há como fugir!

Estados Unidos não querem dar migalhas à Huawei!

mate 60 pro, Huawei

Portanto, a administração liderada por Joe Biden decidiu piorar as sanções em cima da principal parceira de produção da Huawei, a SMIC. Algo que parece acontecer para tentar contrariar o “comeback” da fabricante depois do sucesso dos processadores Kirin 9000s que deram vida aos Mate 60.

- Advertisement -

Ou seja, caso não esteja a perceber o que está a acontecer, depois das muitas sanções impostas à Huawei, a gigante Chinesa teve de abandonar as linhas da TSMC para optar por produtos mais antigos e ineficientes.

Entretanto, com o passar do tempo, a Huawei foi capaz de encontrar uma solução na SMIC, a maior fabricante de semicondutores da China, que apesar de ainda estar “presa” a processos mais antigos, já evoluiu o suficiente para dar força à responsável pelos smartphones Mate e P, de forma a que esta volte a ser capaz de fazer das suas no mercado Asiático, e quem sabe, também no mercado Internacional.

Desta forma, para tentar meter uma travão na coisa antes que seja tarde de mais… No final do ano passado, o Departamento de Comércio dos EUA enviou cartas aos fornecedores norte-americanos da SMIC, impedindo-os de fornecer equipamento de produção à fábrica mais avançada da SMIC, a SMIC South.

Mais concretamente, a SMIC South é a única fábrica capaz de ir ao encontro da lista de requisitos da Huawei.

Para ter ideia do impacto, estas cartas cortaram efetivamente o envio de milhões de dólares em materiais. Ou seja, materiais que serviriam as linhas de produção da referida fábrica.

Além de tudo isto, é preciso salientar que o impacto destas restrições vai para além das operações da SMIC!

Afectando a sua cadeia de abastecimento, o que por sua vez pode vir a pertubrar os níveis de produção durante vários meses. Em suma, é um outro rude golpe para a Huawei e para a SMIC.

Entretanto clique aqui para seguir a Leak no Google Notícias e ficar a par de todas as informações mais importantes. Pode também subscrever aqui a nossa Newsletter e receber as notícias no seu e-mail.

mm
Nuno Miguel Oliveirahttps://www.facebook.com/theGeekDomz/
Desde muito novo que me interessei por computadores e tecnologia no geral, fui sempre aquele membro da família que servia como técnico ou reparador de tudo e alguma coisa (de borla). Agora tenho acesso a tudo o que é novo e incrível neste mundo 'tech'. Valeu a pena!

Especiais

Subscreva a Newsletter Leak

Não perca nenhuma informação importante! Subscreva a newsletter Leak e receba todas as notícias, destaques e outras informações importantes no seu e-mail.