(Ensaio) Volvo XC60 T6 Recharge PHEV: O que vale?

(Ensaio) Volvo XC60 T6 Recharge PHEV: Quando se fala de automóveis Volvo, o que pensa? Carros super confortáveis, super seguros, mas claro, pouco focados na dinâmica da condução, não é?

Bem, isso são conversas de outros tempos, porque se porventura tem estado atento às nossas reviews aos veículos da marca, as coisas já não são bem assim, nem nos modelos maiores, mais robustos, e na verdade, mais populares, e por isso, facilmente vistos nas nossas estradas.

Pois bem, depois de testarmos os elétricos Polestar 2, que não sem bem Volvo, mas partilham muito do ADN com os automóveis da marca, e depois de testar os igualmente elétricos XC40 e C40, está na altura de olhar para um outro automóvel, de um tamanho um pouco maior (e que honestamente mete respeito), com uma motorização que tem tudo para ser aliciante para quem gosta da ideia da mobilidade elétrica, mas ainda não quer fazer um all-in.

Hoje vamos falar do XC60 Híbrido Plug-in. Vamos por partes?

(Ensaio) Volvo XC60 T6 Recharge PHEV: Segurança e conforto!

- Advertisement -

Portanto, caso não saiba, o Volvo XC60 é o modelo mais vendido da marca no mundo automóvel. Porquê? Porque é basicamente a imagem bandeira daquilo que é um SUV nos tempos modernos. Um carro alto, imponente, que se mexe bem, e que claro, está inundado de funcionalidades focadas na segurança do condutor, e da sua família.

Mas, antes de mais nada, vamos clarificar a parte do Recharge, é que este automóvel da Volvo não é full elétrico, sendo sim um híbrido plug-in (PHEV). Isto significa que temos duas motorizações, uma elétrica, e uma a combustão, num veículo que é capaz de gerir o que tem de fazer com aquilo que tem em mãos.

Ou seja, pode andar de forma puramente elétrica (durante mais ou menos 70 quilómetros), para poupar a sua carteira, e claro, o meio ambiente, pode andar puramente a gasolina, para percursos mais longos, onde não faça sentido gastar a bateria, e claro, pode ainda utilizar as duas vertentes, ao mesmo tempo, para ter alguma emoção no exercício da condução.

É exatamente por isso que o XC60, apesar do seu tamanho, e peso, é por vezes capaz de nos impressionar com alguns brilhozinhos de performance. Aliás, até traz um som ‘desportivo’ à mistura e tudo.

Em termos de números, o XC60 T6 Recharge oferece um sistema híbrido capaz de combinar um motor a gasolina 2.0 com 253cv, com um outro motor elétrico, montado na traseira, com outros 145 “póneis”, e acesso a uma bateria com 18.8kWh de potência.

Tudo junto, o XC60, na sua potência máxima, é capaz de garantir 350 cavalos, e assim chegar aos 100km/h em menos de 5.5s. A velocidade máxima está, mais uma vez, limitada aos 186km/h, algo extremamente normal na gama Volvo.

Consegue imaginar um carro deste tamanho a chegar aos 100 km/h, em pouco mais de 5s? É incrível, especialmente porque sentimos a potência a ser entregue consoante a nossa necessidade, ou melhor, consoante a forma como pisamos o acelerador. É um carro muito engraçado de conduzir, porque honestamente, a forma como se mexe, não faz o menor sentido.

Apesar do seu tamanho, é dinâmico, e ágil, além disso, tem também um ângulo de viragem muito satisfatório, algo sempre agradável para manobras no meio da rua.

É um híbrido! Como são os consumos?

Como em qualquer híbrido, é algo que depende muito do nosso pé. É muito fácil fazer consumos à volta dos 2L~2.5L, mas também é fácil ganhar algum entusiasmo, e ultrapassar os 8~9L.

Isto é assim em qualquer carro! Quer acelerar? Vai gastar mais, sejam eletrões, ou litros de combustível. Mas uma coisa é certa, com uma condução responsável, o XC60 é um SUV poupado.

Então e o Interior?

O interior é obviamente muito Volvo, super clássico, mas sempre com um cheirinho Premium à mistura. À semelhança dos outros modelos mais modernos, continuamos a poder contar com o cockpit virtual, bem como uma consola central com um ecrã de 12”, equipada com o Sistema Operativo Android Automotive.

Espaço é o que não falta, seja à frente, ou atrás. É um XC60 meus amigos… É um carro para quem quer espaço a sério. O que nos leva à bagageira! É que apesar de ser grande, este carro tem dois motores, uma bateria de quase 20kW, e claro, um depósito de gasolina. Algo tem de sofrer, e normalmente, nos veículos PHEV, é a bagageira que tem de pagar a conta.

Pois bem, neste caso, temos 468 litros disponíveis, o que honestamente, é mais do que suficiente, se quiser baixar os bancos, tem acesso a um total de 1395 litros.

Conclusão

O Volvo XC60 é um automóvel que nos demonstra o foco da marca na mobilidade elétrica, isto, ao mesmo tempo que tenta garantir a sua identidade. É um veículo espaçoso, robusto, que grita premium, e que apesar de ser um “monstro”, é capaz de mostrar muitos toques de desportivismo. Gostei!

Entretanto clique aqui para seguir a Leak no Google Notícias e ficar a par de todas as informações mais importantes. Pode também subscrever aqui a nossa Newsletter e receber as notícias no seu e-mail.

mm
Nuno Miguel Oliveirahttps://www.facebook.com/theGeekDomz/
Desde muito novo que me interessei por computadores e tecnologia no geral, fui sempre aquele membro da família que servia como técnico ou reparador de tudo e alguma coisa (de borla). Agora tenho acesso a tudo o que é novo e incrível neste mundo 'tech'. Valeu a pena!

Especiais

Subscreva a Newsletter Leak

Não perca nenhuma informação importante! Subscreva a newsletter Leak e receba todas as notícias, destaques e outras informações importantes no seu e-mail.