DOC: o desfibrilhador inteligente que pode salvar a sua vida

Fico sempre maravilhado quando vejo a tecnologia a salvar vidas. De facto, é o bem mais precioso que temos. Ao nível do mercado de consumo, o Apple Watch já ajudou a salvar umas quantas. Entretanto, agora há uma empresa que desenvolveu um desfibrilhador muito avançado que pode ser um verdadeiro anjo da guarda quando ocorre um ataque cardíaco. É sem dúvida a tecnologia no seu melhor.

O DOC que significa Desfibrilhador Operacional Conectado é um equipamento de cardioproteção com monitorização 24 horas por dia.

desfibrilhador

O que o torna diferente, para além de toda a tecnologia que integra (já lá irei) é que tem ligação direta a um operacional treinado pela Cruz Vermelha Portuguesa.

Os problemas cardíacos têm grande impacto em Portugal.

Segundo a sociedade Portuguesa de Cardiologia morrem cerca de 10.000 pessoas anualmente por paragem cardiorrespiratória, aponta a Sociedade Portuguesa de Cardiologia.

desfibrilhador

Destas apenas 3% das vítimas sobrevive. Já na Europa são mais de 350000 paragens cardíacas.

Em média, os serviços de emergência chegam entre 7 e 15 minutos. Embora rápido, é muito tempo no caso de um ataque cardíaco.

No caso de uma paragem cardíaca, só tem 3 a 4 minutos para aplicar um choque e salvar a vítima.

É aqui que entra o DOC. Este é o único desfibrilhador do mercado que incorpora monitorização remota 24 horas por dia, serviço exclusivo de teleassistência com a Cruz Vermelha Portuguesa, chamada automática para os serviços de emergência e geolocalização, via GPS, do local exato da vítima.

desfibrilhador

Este dispositivo não depende de ligações Wi-Fi para evitar quaisquer problemas de comunicação. Assim, integra um cartão SIM para acesso à Internet e contactos.

Para além de avançado, este desfibrilhador também é simples de usar!

Apenas é necessário colocar os elétrodos no peito da vítima, conforme revela o vídeo abaixo.

Depois apenas tem de seguir as indicações do assistente.

A adesão a este sistema tem sido interessante. Apesar de só ter chegado ao nosso país em Setembro do ano passado, já está implementado em mais de 60 clientes.

Entretanto e ao contrário do que possa parecer este equipamneto não é um balurdio. De facto, são peanuts (ou peaners) como diria um treinador português.

Assim, por 65 Euros por mês é possível ter acesso a este sistema de cardioproteção completo, garantindo todas as vertentes necessárias, desde o equipamento, manutenção total e completa do equipamento e a sua instalação, e formação em Suporte básico de vida com DAE.

Quero destacar que este sistema não é apenas para empresas. De facto, um particular também pode adquirir. Nesta situação adapta-se o plano às necessidades do cliente.

Mais informações podem ser encontradas aqui.