Inicio Android Apple Watch 4 salva a vida a blogger de tecnologia!

Apple Watch 4 salva a vida a blogger de tecnologia!

O medidor de frequência cardíaca do Apple Watch 4 já salvou algumas vidas. Normalmente, o utilizador do relógio recebe um aviso de que a sua frequência cardíaca está muito alta, o que leva a uma visita às urgências. Lá, os médicos normalmente conseguem elaborar um diagnóstico e um plano de tratamento. Mas a última notícia, publicada no The Telegraph (via 9to5Mac), revela como uma frequência cardíaca muito baixa também pode ser fatal.

Apple Watch 4 salva a vida a blogger de tecnologia!

Foi o que aconteceu com Paul Hutton, de 48 anos, que é blogger de tecnologia em Inglaterra. Enquanto o alcance normal de uma frequência cardíaca em repouso é entre 60 batimentos por minuto (bpm) e 100bpm, o Apple Watch estava a emitir alertas para informar que a sua frequência cardíaca estava a cair para os 40 bpm em repouso.

Watch 4.
Paul Hutton e o Apple Watch que salvou a sua vida!

Lembramos que há dois anos, a Apple adicionou ao seu smartwatch a capacidade de procurar por frequências cardíacas baixas. Ora esta funcionalidade salvou a vida deste blogger.

No início, os médicos removeram a cafeína da sua alimentação o que parece estranho. É que a cafeína é um estimulante. No entanto as vezes a cafeína pode fazer com que o coração bata muito devagar.

Watch 4.

No entanto a remoção de cafeína teve pouca influência e os alarmes do Apple Watch, continuaram a disparar. Assim, foi a um especialista que o diagnosticou com bigeminia ventricular. Na prática é um batimento cardíaco irregular. Vem depois de um batimento cardíaco regular. Impede que o sangue seja bombeado de forma eficaz.

A funcionalidade de electrocardiograma é cada vez mais importante e como tal está a ser adotada por muitos fabricantes de smartwatches e como se pode ver salva realmente vidas.

Posteriormente este blogger foi operado e recuperou totalmente. De facto, foi a espécie de pequena cirurgia ao coração em que o paciente esteve acordado.

Além do monitor de frequência cardíaca, o Apple Watch 4 também inclui um monitor de eletrocardiograma (ECG). Verifica a existência de ritmos cardíacos anormais. Podem levar a coágulos sanguíneos, derrames e insuficiência cardíaca e outros problemas.

Como o Apple Watch provou repetidas vezes, usar um smartwatch no pulso pode ser a diferença entre a vida e a morte. Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir.

Quer receber notificações gratuitas no seu smartphone ou computador sempre que lançamos um novo artigo? Clique aqui.

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

mm
Bruno Fonseca
Fundador da Leak, estreou-se no online em 1999 quando criou a CDRW.co.pt. Deu os primeiros passos no mundo da tecnologia com o Spectrum 48K e nunca mais largou os computadores. É viciado em telemóveis, tablets e gadgets.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Leia também

A Nintendo Entertainment System (NES) fez 35 anos!

Em Outubro de 1985, a Nintendo estreou a Nintendo Entertainment System, a consola que revolucionou o mercado! Curiosamente, embora a Nintendo tenha sido fundada em...

007 tem data de lançamento! Mas está por um fio… Streaming é opção!

O mundo do cinema foi-se completamente a baixo nesta reta final do horrível ano de 2020. Devido ao adiamento de filmes como 007: Sem...

Volkswagen ID.3 obtém nota máxima nos testes de segurança

O novo Volkswagen ID.3 não consegue parar de impressionar nos testes que têm aparecido. Afinal de contas, além das opiniões positivas dos jornalistas acerca...

Estava à espera do relógio da OnePlus? Espere sentado!

Segundo novas informações, a OnePlus decidiu adiar indefinidamente o lançamento do seu primeiro smartwatch. A fonte é bastante fidedigna (Max J.), especialmente no mundo...

Galaxy S21 igual ao Galaxy S20? Fabricantes em dificuldades?

Galaxy S21 igual ao Galaxy S20? - Os consumidores já se andam a queixar de falta de inovação no mundo dos smartphones há algum...