Apple Watch 4 salva a vida a blogger de tecnologia!

Apple Watch

O medidor de frequência cardíaca do Apple Watch 4 já salvou algumas vidas. Normalmente, o utilizador do relógio recebe um aviso de que a sua frequência cardíaca está muito alta, o que leva a uma visita às urgências. Lá, os médicos normalmente conseguem elaborar um diagnóstico e um plano de tratamento. Mas a última notícia, publicada no The Telegraph (via 9to5Mac), revela como uma frequência cardíaca muito baixa também pode ser fatal.

Apple Watch 4 salva a vida a blogger de tecnologia!

Foi o que aconteceu com Paul Hutton, de 48 anos, que é blogger de tecnologia em Inglaterra. Enquanto o alcance normal de uma frequência cardíaca em repouso é entre 60 batimentos por minuto (bpm) e 100bpm, o Apple Watch estava a emitir alertas para informar que a sua frequência cardíaca estava a cair para os 40 bpm em repouso.

Watch 4
Paul Hutton e o Apple Watch que salvou a sua vida!

Lembramos que há dois anos, a Apple adicionou ao seu smartwatch a capacidade de procurar por frequências cardíacas baixas. Ora esta funcionalidade salvou a vida deste blogger.

No início, os médicos removeram a cafeína da sua alimentação o que parece estranho. É que a cafeína é um estimulante. No entanto as vezes a cafeína pode fazer com que o coração bata muito devagar.

Watch 4

No entanto a remoção de cafeína teve pouca influência e os alarmes do Apple Watch, continuaram a disparar. Assim, foi a um especialista que o diagnosticou com bigeminia ventricular. Na prática é um batimento cardíaco irregular. Vem depois de um batimento cardíaco regular. Impede que o sangue seja bombeado de forma eficaz.

A funcionalidade de electrocardiograma é cada vez mais importante e como tal está a ser adotada por muitos fabricantes de smartwatches e como se pode ver salva realmente vidas.

Posteriormente este blogger foi operado e recuperou totalmente. De facto, foi a espécie de pequena cirurgia ao coração em que o paciente esteve acordado.

Além do monitor de frequência cardíaca, o Apple Watch 4 também inclui um monitor de eletrocardiograma (ECG). Verifica a existência de ritmos cardíacos anormais. Podem levar a coágulos sanguíneos, derrames e insuficiência cardíaca e outros problemas.

Como o Apple Watch provou repetidas vezes, usar um smartwatch no pulso pode ser a diferença entre a vida e a morte.