Quem é que não gosta de um bom jogo de corridas? Especialmente um jogo como GRID, onde não só terá de se preocupar com a vitória, como também terá de manter um olho bem aberto quanto à agressividade dos seus oponentes!?

Afinal de contas, estamos a falar de um reboot de uma série super icónica, que traz consigo uma jogabilidade de topo, bem como gráficos bastante interessantes para o mundo das consolas. Mas que ainda assim, continua com algumas arestas por limar…



Portanto, estamos aqui a falar de GRID, o sucessor ao GRID Autosport de 2014 que já deveria ter chegado ao mercado em Setembro mas que acabou por ser adiado para Outubro. Ou seja, em boa verdade estamos a falar de um jogo que é mais conhecido por ser um reboot da antiga e muito popular saga de jogos de corrida. Aliás, é por isso que podemos encontrar algumas pistas do passado como a Okutama Grand Circuit que ainda hoje em dia é o motivo de insónias para vários jogadores.

No entanto, estamos a falar naquilo que para ser completamente honesto, é um jogo completamente novo! Especialmente quando falamos do novo modo de carreira. Mas vamos por partes…

Caso não saiba, uma das maiores acusações feitas ao GRID Autosport, foi a sua falta de conteúdo… Algo que parece dar novamente um ar de sua graça, com uma aposta num modo de carreira com cerca de 100 eventos em 22 locais diferentes.


Nota do Redator: Entretanto, a Codemaster já veio a público prometer lançar mais eventos para o modo de carreira ao longo dos próximos 6 meses! Mas apenas para quem tem o season pass ou comprou a versão Ultimate do jogo.


GRID evoluiu muito como jogo de corrida, mas os tempos também mudaram muito… Será que continua a valer a pena?

GRID

Portanto, no modo de carreira, irá ter a chance de conduzir carros GT, Muscle Cars, carros F1, e até poderá experienciar eventos Invitational. Onde claro está, poderá correr todo o mundo de lés a lés, experimentando veículos completamente diferentes, naquilo que é uma experiência de condução bastante completa.

Estamos a falar de algo que é capaz de meter um sorriso nos nossos lábios, não pelos muitos eventos ou corridas, mas pela qualidade gráfica e jogabilidade. Ou seja, não estamos aqui a falar de um jogo de corridas fácil, irá ter de puxar pela cabeça para descobrir a melhorar maneira de derrotar os seus oponentes aproveitando todas as potencialidades de cada carro que conduzir. Afinal, até irá conseguir sentir o peso do carro a passar cima dos pneus em cada curva apertada.

Em suma, é uma experiência fantástica que por sua vez não se torna demasiado dominadora da sessão de jogo. Irá continuar a poder ‘brincar’ e a fazer porcaria em pista se é isso que gosta.

GRID traz para cima da mesa uma mistura entre uma sensação arcade, com a realidade da condução competitiva 

Durante o jogo poderá adaptar o seu carro para as condições de posta ao fazer um ‘tune-up’ antes de cada evento. Mas também poderá mudar algumas definições como o driving assist, dificuldade dos seus oponentes e até as linhas que aparecem no chão a indicar-lhe a trajetória mais indicada para cada curva.

GRID

Mas pode esquecer a modificação de carros… Por isso, se comprar um carro clássico, como ele vem é como vai ficar para sempre. Contudo, o que não falta são carros neste jogo! Poderá escolher desde carrinhas ‘pick-up’ até carros Gran Touring, para os eventos que em Barcelona, São Francisco ou até Shangai. Nunca esquecendo Okutama que é no fundo a pista Nürburgring deste jogo, onde poderá testar os limites do seu carro, mas com muito cuidado… É que ao mínimo erro irá sair disparado contra uma parede.

É aqui que entra a funcionalidade ‘Rewind‘ que irá permitir voltar atrás no tempo, de forma a corrigir algum erro ou alguma jogada que tenha corrido mal. (Pode ser usado até 5x na mesma corrida). Contudo, vai precisar de ter alguma inteligência no uso desta funcionalidade, é que os danos em GRID não são apenas cosméticos! Pode mesmo arruinar o carro de tal maneira, que irá ser obrigado a desistir da corrida.

O que nos leva a falar de uma outra curiosidade deste jogo, é que a IA deste jogo não vai achar muita piada se bater muitas vezes nos seus oponentes.

Caso bata 1 ou 2x no mesmo condutor, este irá ficar marcado como ‘Nemesis‘, ou seja… Irá ser o seu pior inimigo na pista, com o objetivo de lhe arruinar a corrida. Algo interessante, mas que não muda assim tanto o resultado de um evento, desde que se consiga manter afastado destes condutores.

A nível gráfico, temos de dizer que ficámos bastante agradados. Existe uma série de detalhes bonitos, como o fumo a sair dos pneus, os discos a brilhar, e até o efeito dos impactos em cada carro. (Algo que acaba por ser extraordinário, visto que as fabricantes de automóveis não acham muita piada a ver os seus carros desfeitos em videojogos.)

Em suma, GRID é um jogo de corridas muito competente e bonito, que irá ser capaz de lhe oferecer umas quantas horas de diversão. Um título que se encontra numa linha bastante curiosa entre o hardcore e o casual, o que por sua vez, irá agradar a muitos fãs.

Nota: 7.5 / 10


Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião nos comentários em baixo.

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.