(Análise) Corsair K70 MK.2 Low Profile: Feeling de portátil… Mas bom?

Há alguns dias, recebi um e-mail de um leitor a pedir ajuda na compra de um teclado mecânico, dizendo que tinha 150€ para gastar e que queria o melhor que este dinheiro lhe poderia dar neste reino. Contudo, dizer isto e esperar uma sugestão é algo que simplesmente não faz sentido, tal é a enormidade de soluções existentes neste mercado. São as muitas marcas, os muitos formatos, a iluminação, os switches mecânicos, as funcionalidades extra. Em suma, não é mesmo nada fácil sugerir um teclado, especialmente quando a pessoa quer um teclado mecânico.

Afinal de contas, só no lado dos switches, temos uma variedade gigantesca, que podemos dividir em Linear, Clicky e Tactile. Vamos passar a explicar:

  • Clicky – Tal como o nome indica, é um switch que oferece um feedback audível em cada atuação. Consegue imaginar o som de uma máquina de escrever? É mais ou menos isso. Um switch amado por muitos e odiado por muitos outros que simplesmente não conseguem aguentar o som. É switch indicado para quem gosta de escrever e adora ouvir cada tecla de forma independente.
  • Tactile – Um switch muito silencioso capaz de oferecer uma resistência antes da atuação para dar uma espécie de feedback. É um switch muito versátil, que tanto dá para escrever como para jogar.
  • Linear – Aqui temos um switch pensado apenas para ser ágil e silencioso. A ideia é que a tecla seja pressionada o mais depressa possível sem ‘mariquices’ de feedbacks ou barulhos clicky. É a escolha para os gamers devido à sua velocidade.

Dito tudo isto, hoje vamos falar do teclado mecânico Corsair K70 MK.2 Low Profile, que vem equipado com os switches MX Speed, um tipo de switch linear muito similar ao MX Red, sendo ainda mais focado na velocidade que qualquer outro teclado Gaming. Sabe porquê? É que aqui temos teclas ainda mais finas que o habitual, naquilo que muito curiosamente lhe vai fazer lembrar um portátil, mas calma… Isto não é uma crítica, quem me dera que todos os portáteis fossem assim.

K70

(Análise) Corsair K70 MK.2 Low Profile: Feeling de portátil?

Portanto, depois de ter testado algum gear da Corsair, a marca desafiou-me a testar um dos seus teclados, o K70 MK.2 Low Profile, dizendo que basicamente era um teclado que servia de transição para todos os jogadores que têm de trabalhar todos os dias à frente de um portátil, e que depois querem ser uma autênticas bestas dos frags à noite enquanto jogam.

Muito curiosamente, quando ouvi esta canção, pensei logo nas minhas longas tarde a escrever no meu portátil, para depois à noite ir para a minha torre desktop cheia de luzinhas para jogar forte e feio. Ou seja, o público alvo deste teclado… Sou eu! E como tal, decidi aceitar o desafio.

Pois bem, os teclados mecânicos Low-Profile são a atual moda do mercado, visto que depois do Roccat Vulcan 120 Aimo, tivemos esta aposta da Corsair, e muito recentemente, a Logitech também apostou forte e feio com o seu teclado mecânico Wireless G915 Lightspeed.

Mas será que é uma moda que faz sentido? O que faz um teclado ser ‘Low-Profile’?

k70, low profile

É uma boa pergunta que pode ser resumida no facto de as fabricantes utilizarem keycaps mais baixos, muito parecidos aos keycaps do mundo dos portáteis, equipando-os com os tradicionais switches mecânicos que já existem há vários anos no mercado. Uma mistura que resulta num aspeto bastante apelativo para qualquer jogador, devido à sua iluminação mas também mínima espessura do teclado.

No entanto, para dizer a verdade, o K70 MK.2 Low Profile não é assim tão diferente do K70 ‘Normal’. Afinal, temos a mesma board de metal escovado, com as keycaps montadas numa posição mais alta para deixar passar muita da iluminação RGB. Mas o que realmente dá vida a tudo isto é o switch MX Speed, que parece ter sido feito de raiz a pensar neste teclado, apesar de reter todas as qualidade do produto original. Ora veja:

Ou seja, apesar das modificações no switch para o tornar mais pequeno (35% mais pequeno), a Cherry decidiu oferecer toda a experiência que os seus fãs estão habituados a encontrar nos seus produtos. Uma missão cumprida a meu ver, visto que este switch adaptado retém todas as qualidade da versão ‘Full Size’, além de ser um pouco mais rápido e mais leve, algo que faz sentido tendo em conta o nome e propósito.

Entretanto, temos acesso a uma iluminação super apelativa (personalizada via a excelente aplicação iCUE), comandos dedicados para consumo de conteúdo multimédia, bem como uma porta USB extra. Para acabar a parte do design, a minha única queixa está na grossura do cabo, que pode criar algumas dificuldades na arrumação da sua secretária.

Performance

Apesar do seu switch mais pequeno e keycaps similares às keycaps do mundo dos portáteis, o K70 Low Profile é um teclado mecânico pensado para o mundo desktop. Ou seja, todas as escolhas feitas ao nível do design têm como objetivo trazer mais conforto e performance para o utilizador.

Dito tudo isto, posso-vos dizer que não foi nada fácil passar de um teclado ‘Clicky’ com keycaps full size para este K70 Low Profile. Aliás, posso dizer que ao segundo dia estava pronto a retirar este teclado para voltar ao meu antigo… Mas como tinha de escrever esta review, aguentei que nem um homem rijo ribatejano!

E de forma bem curiosa, até me comecei a adaptar e a gostar do teclado. Do nada, estava a ter uma performance de escrita muito similar à que tenho no meu MacBook Pro! (Se por acaso segue as minhas análises, deve saber que eu odeio testar portáteis, porque me arruinam a produtividade.)

Low Profile, K70

Pois bem, muito resumidamente, depois de 2/3 dias de adaptação, consegui manter a minha velocidade geral de escrita bem como o burst que tanto gosto de fazer quando começo a escrever sem parar. Um grande ponto positivo para este K70, se por acaso é um utilizador focado na criação e edição de texto.

Ok, e nos jogos? Como se portou?

É inegável que o K70 Low Profile tem como grande objetivo ser um monstro dos videojogos, ao permitir um tempo de resposta superior em qualquer situação. Dito isto, é algo que se nota, carregar numa tecla é realmente um pouco mais rápido que o habitual. Contudo, se tiver dedos pesados, vai ter também de passar por um período de adaptação, porque pode vir a carregar em algumas teclas sem querer. Dito isto, subi 4 divisões no League of Legends durante a review, será por acaso? 😛

Em suma, o K70 Low Profile ofereceu-me uma das experiências mais rápidas nos videojogos, mas também na escrita!

Corsair K70 MK.2 Low Profile – Conclusão

Se por acaso passa a vida a trabalhar num portátil, e depois quer pegar nessa experiência acumulada para a aplicar num teclado de qualidade, o K70 Low Profile pode ser uma excelente solução para o seu caso específico. É sem dúvida uma das melhores opções neste mercado emergente de teclados finos, bonitos e cheios de coisinhas boas para oferecer ao utilizador.

Entretanto, pode comprar aqui com o nosso cupão de desconto ‘GDLEAK20’.


Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião nos comentários em baixo. Entre na nossa comunidade de Hardware no Facebook aqui.

Leak, Recomendado, review

Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir. Obrigado!

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

Leia também