AMD Ryzen 3 7320U: Uma mistura de tecnologia velha com nova?

Ainda se lembra do anúncio da AMD relativamente aos produtos “Mendocino“? Pois bem, este Ryzen 3 7320U pode muito bem ser um dos primeiros processadores, da nova estratégia da AMD, a chegar às prateleiras.

O que significa tudo isto? Muito simples na verdade! Aqui, a AMD está a misturar a ‘velhinha’ arquitetura Zen 2, com um processo de produção de 6nm, e claro, para adoçar um pouco mais o pacote, ainda implementa a sua mais recente arquitetura gráfica RDNA 2.

- Advertisement -

Ou seja, temos uma arquitetura de CPU dos tempos dos Ryzen 3000, a um processo de produção mais avançado que os atuais Ryzen 5000, e claro, a arquitetura gráfica que podemos encontrar nas consolas de nova geração.

Segundo a AMD, esta mixórdia, vai resultar em portáteis super baratos, mas ainda assim, extremamente competentes.

AMD Ryzen 3 7320U: Uma mistura de tecnologia velha com nova?

Portanto, um dos grandes anúncios da AMD para 2022, foi mesmo a chegada dos processadores de entrada de gama ‘Mendocino’. Algo que muito provavelmente não foi muito discutido pela comunidade, porque claro está, nesta altura do campeonato, toda a gente quer saber o que os novos Ryzen 7000, e novas placas gráficas Radeon RX 7000 são capazes de oferecer.

No entanto, nas gamas mais baixas do mundo mobile, este tipo de SoC, pode revolucionar muita coisa. Consegue imaginar portáteis de 300 ou 400€, capazes de um bom nível de performance, em quase todos os campos? É isto que a AMD está a tentar fazer, e este novo Ryzen 3 7320U é uma óbvia parte integrante desse plano.

Ao fim ao cabo, neste processador, temos alguma tecnologia antiga, misturada com o I/O, e processo de produção mais recente do mercado. Muito resumidamente, temos um processador com 4 núcleos e 8 threads Zen 2, num único CCX, temos ainda um iGPU RDNA2, com 128 processadores Stream, uma interface de memória RAM DDR5, tendo como base, o processo de 6nm da TSMC.

Um produto extremamente interessante, mas que muito provavelmente não deveria ter o nome que tem. A gama Ryzen 7000 deveria estar reservada para os novos processadores baseados na arquitetura Zen 4 e processo de produção de 5nm. A ideia da AMD com estes produtos, é boa. Mas meter produtos de gama baixa, baseados em tecnologia antiga, com nomes novos… É uma receita para o desastre.

Entretanto clique aqui para seguir a Leak no Google Notícias e ficar a par de todas as informações mais importantes. Pode também subscrever aqui a nossa Newsletter e receber as notícias no seu e-mail.

mm
Nuno Miguel Oliveirahttps://www.facebook.com/theGeekDomz/
Desde muito novo que me interessei por computadores e tecnologia no geral, fui sempre aquele membro da família que servia como técnico ou reparador de tudo e alguma coisa (de borla). Agora tenho acesso a tudo o que é novo e incrível neste mundo 'tech'. Valeu a pena!

Especiais

Subscreva a Newsletter Leak

Não perca nenhuma informação importante! Subscreva a newsletter Leak e receba todas as notícias, destaques e outras informações importantes no seu e-mail.