Inicio Android 33% dos smartphones Android vão deixar de ter acesso a vários sites!

33% dos smartphones Android vão deixar de ter acesso a vários sites!

Vai ser já no próximo ano que cerca de 33% de todos os smartphones Android no mercado irão ter problemas de compatibilidade com vários websites, tudo devido a mudanças feitas pelo Let’s Encrypt, uma autoridade de segurança que serve cerca de 192 milhões de sites na Internet.

Curiosamente, para tentar evitar tudo isto, a Google tem passado os últimos anos a tentar que mais sites adotem o protocolo HTTPS, o que por sua vez permite a transmissão de dados em segurança entre o browser e o website. E na verdade, o Let’s Encrypt até a maior autoridade do planeta a tratar deste tipo de certificados. (já enviou mais de mil milhões de certificados, servindo agora cerca de 30% de todos os domínios web).

Ainda assim, se por acaso o seu Android já tem alguns anos em cima… É provável que encontre algumas dificuldades acrescidas no acesso à web em 2021.

Um terço dos smartphones Android vai deixar de ter acesso a vários websites seguros

smartphones, coronavirus no smartphone

Portanto, quando foi formado, o Let’s Encrypt entrou num acordo com outra autoridade responsável por certificados web, a IdenTrust. No entanto, esta parceria termina no dia 1 de Setembro de 2021… E claro, por alguma razão, parece que não vai ser renovada. Ou seja, vai deixar de existir ‘cross-signing’ de forma automática a partir do dia 11 de janeiro de 2021, com os próprios sites a tratarem dessa parte até Setembro.

Entretanto, depois de Setembro, esta mudança irá introduzir alguns problemas para plataformas mais antigas que não ‘confiam’ no certificado ISRG Root X1 da Let’s Encrypt. O que claro está, inclui todos os smartphones Android com a versão 7.1.1 do Sistema Operativo da Google. E caso não saiba, 33.8% da quota de mercado Android tem esta mesma versão de software!

Aliás, versões mais antigas também deverão ter de lidar com problemas, por isso, a percentagem poderá ser maior.

Ou seja, muitos smartphones Android irão acabar por não conseguir aceder a uma percentagem absurdamente alta de sites na Internet. Claro que existe maneiras de dar a volta isto, como o uso do browser Mozilla Firefox que utiliza a sua própria loja de certificados. No entanto, não me parece que isto seja uma solução viável para a grande maioria dos utilizadores.


Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião nos comentários em baixo. Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir.

Quer receber notificações gratuitas no seu smartphone ou computador sempre que lançamos um novo artigo? Clique aqui.

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

mm
Nuno Miguel Oliveirahttps://www.facebook.com/theGeekDomz/
Desde muito novo que me interessei por computadores e tecnologia no geral, tive o meu primeiro PC aos 10 anos e aos 15 anos montei a minha primeira torre, desde aí nunca mais parei. Tudo o que seja tecnologia, estou na fila da frente para saber mais.

Leia também

Esta é a performance da nova NVIDIA RTX 3060 Ti de 400€!

Pois bem, à medida que vamos ficando mais e mais próximos do lançamento oficial da nova NVIDIA RTX 3060 Ti, temos mais e mais...

Série da Netflix vira um caso de polícia na vida real! Mas como?

Já aqui tínhamos visto antes montes de séries polémicas que tiveram o seu lugar na Netflix, e que isso até lhes proporcionou alguma fama....

Galaxy Z Fold 2 fica com um mega-problema graças ao One UI 3.0

Há alguns meses a Samsung anunciou a versão 3.0 do One UI. É baseada no Android 11. Entretanto apresenta um conjunto de novas funcionalidades...

Google Hangouts: acabaram as videochamadas em grupo!

A Google deu início às tradicionais limpezas de Natal. Assim, desta vez, o visado é o Hangouts e esta conhecida aplicação acabou de perder...

Galaxy Z Flip 2: uma grande bomba por menos dinheiro!

Quando falamos dos topos de gama da Samsung, referimo-nos normalmente às gamas S e Galaxy Note. No entanto, as coisas estão a mudar e...