Xiaomi revelou os verdadeiros valores das vendas em 2019

A Xiaomi revelou os números oficiais de vendas de smartphones para o primeiro trimestre deste ano, no seguimento dos relatórios da IDC e da Strategy Analytics. A empresa afirma que enviou para distribuição mais de 27,5 milhões de smartphones entre janeiro e março deste ano.

A Xiaomi revelou os valores de vendas como uma eventual resposta aos resultados dos relatórios que saíram esta semana

Isto representa um pequeno decréscimo em relação ao mesmo período do ano passado. No entanto, não chega nem perto da redução de 10% que alguns relatórios indicam. Lembramos que o relatório da IDC afirmou que a Xiaomi vendeu 25 milhões de dispositivos no primeiro trimestre do ano, o que é um pouco impreciso.

A Strategy Analytics, por outro lado, acertou em cheio. No relatório desta organização consta o mesmo número anunciado pela Xiaomi, ou seja, 27,5 milhões de unidades distribuídas.

Xiaomi revelou

Entretanto há mais discrepâncias nos valores da IDC e que não estão de acordo com o que a Xiaomi revelou!

Eles afirmam que a Xiaomi distribuiu 27,8 milhões de smartphones no mesmo período do ano passado. Já a Strategy Analytics afirma que a empresa conseguiu vender 28,3 milhões de unidades no mesmo período. Seja qual for o caso, estamos perante uma pequena diminuição, mas nada importante.

Tanto a Samsung como a Apple tiveram uma queda considerável nas vendas. Isto de acordo com a IDC e a Strategy Analytics. A IDC informou que a Samsung vendeu 71,9 milhões de unidades este ano. Já as suas vendas para o mesmo período do ano passado foram de 78,2 milhões. A Strategy Analytics, por outro lado, partilhou um número extremamente semelhante. No entanto, temos 71,9 milhões, em vez de 71,8 milhões de unidades vendidas. As vendas para o primeiro trimestre de 2018 são idênticas às indicadas pela IDC.

Apple A12

A Apple teve uma queda muito maior que a da Samsung. Dito isto, foi de 52,2 para 36,4 milhões, segundo a IDC, e de 52,2 milhões para 43,1 milhões, de acordo com a Strategy Analytics. A Huawei, por outro lado, prosperou no ano passado. As vendas da empresa cresceram de 39,3 para 59,1 milhões no primeiro trimestre. Nisto a IDC e a Strategy Analytics concordam.

Se olharmos para as percentagens reveladas pela IDC, a Xiaomi é a quarta fabricante de smartphones no primeiro trimestre deste ano, com base nas vendas, logo atrás da Samsung, Huawei e Apple.

A Xiaomi conseguiu garantir 8% do mercado no primeiro trimestre, enquanto as três primeiras empresas detinham 23,1%, 19% e 11,7%, respectivamente. A Vivo e a OPPO estão atrás da Xiaomi com 7,5% e 7,4%, respectivamente.

Já a Strategy Analytics relatou números semelhantes num relatório recente, já que a Samsung, Huawei, Apple, Xiaomi e OPPO detinham 21,7%, 17,9%, 13%, 8,3% e 7,7% no primeiro trimestre deste ano.

Este será um ano muito interessante. A taxa de crescimento da Huawei é impressionante, e se continuar assim, vai alcançar a Samsung mais cedo ou mais tarde.

Nas palavras do CEO, esta empresa vai ultrapassar a Samsung no próximo ano, mas ainda não se sabe se isto é possível ou não.

Os topos de gama Galaxy S10 da Samsung, que foram lançados em fevereiro, vão impulsionar as vendas da Samsung. O mesmo é válido para a linha Galaxy Note 10 da empresa.

A Huawei, por outro lado, conta com sua gama P de topos de gama e a próxima linha Mate 30, que será lançada em outubro.

Ou seja, será sem dúvida um combate interessante.

Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir.

Quer receber notificações gratuitas no seu smartphone ou computador sempre que lançamos um novo artigo? Clique aqui.

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

Leia também

Deixe um comentário