Xiaomi Mi MIX 3 ganha a corrida 5G com o Snapdragon 855

Passaram alguns meses desde que a Xiaomi apresentou ao mundo o novo Mi MIX 3. Este dispositivo destaca-se logo à partida pelo ecrã total graças, em parte, a um mecanismo deslizante manual que acomoda as câmaras e não só.

Na altura do lançamento, a Xiaomi anunciou que iria ter uma variante 5G do Mi MIX 3, o que levou mundo dos entusiastas da tecnologia a imaginarem como é que a Xiaomi iria conseguir este feito, já que este dispositivo veio com chipset Snapdragon 845. Como sabe, este dispositivo vem acompanhado por um modem X20 LTE de classe Gigabit. Agora, já sabemos como é que a Xiaomi conseguiu este feito.

Fonte: Sina.com.hk

Ontem, a Qualcomm anunciou o chipset Snapdragon 855 habilitado para 5G para ser utilizado em vários smartphones emblemáticos de 2019.

A OnePlus não perder tempo a reclamar um acesso antecipado à plataforma para o seu próximo smartphone topo-de-gama. No entanto, do outro lado do mundo na Conferência Anual de Parceiros da China Mobile em Pequim, a Xiaomi também confirmou indiretamente um acesso antecipado ao Snapdragon 855 num dos seus smartphones.

O smartphone em questão não é outro senão o Mi MIX 3, que a Xiaomi tinha prometido conectividade 5G em um modelo posterior. Na conferência, Sina.com.hk foi revelado um protótipo funcional da variante 5G do Mi MIX 3.

Foto: Sina.com.hk

Enquanto a Xiaomi estava a demonstrar o desempenho do modem Qualcomm X50 5G, confirmou indiretamente que o Snapdragon 855 vai alimentar a variante 5G do Mi MIX 3.

A lista de especificações afirma que o chipset vai utilizar o modem X50 e uma das tecnologias internas de comutação de antenas da Xiaomi, o que permitirá que o Mi MIX 3 alcance velocidades de download de até 2Gbps. O representante do Sina.com alegou que o Mi MIX 3 se ligou rapidamente à rede 5G e abriu com grande velocidade as páginas web.

Quanto ao smartphone, propriamente dito, a variante 5G retém um design semelhante à variante standard do Mi MIX 3. A parte deslizante permanece igual, assim como o sensor de impressões digitais montado na parte traseira, as câmaras e todas as outras especificações.

A Xiaomi apenas substituiu o antigo Snapdragon 845 e substituiu-o pelo novo chipset Snapdragon 850 de 7nm.

Não percas nenhuma novidade. Segue-nos no Instagram, no Facebook e no Twitter!