Xiaomi Mi A2 certificado pela NCC. Lançamento iminente?

No inicio deste mês o Xiaomi Mi A2 surgiu no Geekbench, sendo que agora recebeu certificação da NCC em Taiwan. Este equipamento tem o nome de código M1804D2SG e é muito semelhante à variante do Mi 6X. Importa salientar que esta certificação não revela quaisquer especificações mas certifica a conformidade com os principais standards de comunicação.

Com o smartphone a surgir em tantas fugas de informação podemos concluir que o lançamento não deverá estar muito longe. Na verdade, a Xiaomi começou a publicar vários teasers acerca do seu evento anual onde o Mi A2 poderá ver a luz do dia.

Xiaomi Mi A2 

Ao nível do software, em vez da interface MIUI, o Mi A2 deverá integrar o sistema operativo Android Oreo. Já o seu antecessor, o Mi A1 vinha com o Android One, baseado também na versão Oreo, mas muito mais simplificado.

O MI A2 virá com um ecrã LCD IPS de 5,99 polegadas, com uma resolução  HD+ de 2160 x 1080 pixéis e um processador Snapdragon 660. Juntam-se a isto 4 e 6 GB de memória RAM e 32, 64 e 128 GB de capacidade de armazenamento.

Xiaomi Mi A2 

Ao nível das câmaras encontramos uma configuração de câmara dupla na parte traseira, ambas com 20 MP. Já na parte frontal encontramos também uma câmara para selfies de 20 MP. Destaca-se ainda uma bateria de 3.000 mAh.

É provável que o Xiaomi Mi A2 tenha um preço mais elevado comparativamente ao  Redmi Note 5 Pro. A Digitec revelou que os modelos de 32 GB, 64 e 128 GB podem vir com preços de 250 Euros, 285 Euros e 320 Euros, respetivamente.

Fonte

Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir.

Subscreva a newsletter Leak e tenha acesso diário aos principais destaques, ofertas e descontos nos parceiros Leak. Clique aqui

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

Patricia Fonseca
Viciada em tecnologia, entrou para a equipa em 2012 e é responsável pela Leak Business, função que acumula com a de editora da Leak. Não dispensa o telemóvel nem o iPod e não consegue ficar sem experimentar nenhum dispositivo tecnológico.

Leia também