Xiaomi Mi 11 Ultra é o primeiro com o novo sensor da Samsung!

Foi em Dezembro que a Xiaomi apresentou na China o Xiaomi Mi 11. Mais tarde ficámos a conhecer a versão global. No entanto há muito mais equipamentos na manga. Assim e ao longo deste ano ainda teremos o Xiaomi Mi 11 Pro, o Mi 11 Lite e o Mi 11 Ultra. Este último terá especificações de topo que o vão distinguir dos outros companheiros desta gama. Ora segundo o leakster Ice Universe o Xiaomi Mi 11 Ultra vai apostar no sensor Samsung ISOCELL GN2 de 50 megapixéis. Aliás será o primeiro a implementá-lo.

Xiaomi Mi 11 Ultra é o primeiro com o novo sensor da Samsung!

Este novo sensor representa um grande upgrade face à primeira geração. Por exemplo, é capaz de capturar vídeo 1080p a 480 frames por segundo. Por outro lado tem a capacidade de capturar vídeo 4K a 120 fps. Para além disso é o primeiro a implementar a tecnologia Samsung Dual Pixel Pro. É uma evolução natural da tecnologia PDAF.

Mi 11 Ultra sensor

Entretanto o leakster @DigitalChatStation revelou-nos recentemente que este dispositivo da Xiaomi teria um pequeno ecrã na parte traseira. Depois vieram algumas imagens confirmar isto mesmo. Agora parece ser um dado adquirido. No entanto este leakster veio também revelar que não será o único a apostar nesta abordagem. Assim teremos mais equipamentos que vão transformar a qualidade das selfies.

Mi 11 Ultra sensor

Tudo porque ao termos um pequeno ecrã na parte traseira, podemos começar a utilizar as câmaras principais como câmaras para selfies. Assim, escusado será dizer, que a qualidade será mesmo muito melhor. Não se sabe exatamente quais os fabricantes que vão apostar nisto. Assim, a única certeza que é dada é que serão, pelo menos, dois equipamentos diferentes e que chegam este ano.

Será esta uma boa ideia?

A mim parece-me uma ideia excelente. Claro que a ASUS, por exemplo, tem uma abordagem de câmara rotativa que dispensa isto. As câmaras principais também são as utilizadas para selfies. No entanto tudo o que envolve peças que movem está sujeito a mais problemas. Assim um ecrã na parte traseira pode ser a solução. Só se estraga se eventualmente o smartphone cair ao chão, mas disso ninguém se safa.

Mi 11 Ultra sensor

Uma abordagem interessante mas não é original

O ecrã secundário não é uma abordagem original, uma vez que outro fabricante chinês, a Meizo, já tinha feito o mesmo. No entanto, sendo desenvolvida pela Xiaomi vai sem dúvida ganhar mais tração.

mm
Bruno Fonseca
Fundador da Leak, estreou-se no online em 1999 quando criou a CDRW.co.pt. Deu os primeiros passos no mundo da tecnologia com o Spectrum 48K e nunca mais largou os computadores. É viciado em telemóveis, tablets e gadgets.

Mais deste autor

Relacionadas

Publicidadespot_img

Últimos artigos

Atenção: Google Fotos vai começar a esconder as suas fotos!

Foi em Maio que ficámos a conhecer uma nova função na app de fotografias da Google que garante mais privacidade. No entanto, só ficou...

Xiaomi vai ser a nova Huawei? Problemas na Europa?

Xiaomi vai ser a nova Huawei? - O NCSC (Centro Nacional de Cybersegurança da Lituânia) divulgou na passada quarta feira, um novo relatório tendo...

China declarou ilegais todas as transações de criptomoedas

Já não é novidade para ninguém que o governo Chinês anda a tentar "cortar as pernas" ao mundo das criptomoedas. Mas, o que aconteceu...

Não perca nenhuma informação de última hora!

Registe-ne na Newsletter Leak e receba diariamente todas as informações no seu email!