Xiaomi junta-se ao IKEA e prepara-se para conquistar o mundo


Por em

A Xiaomi está cada vez mais a apostar numa estratégia global. Assim não é de estranhar que este fabricante procure novas portas que darão acesso a mercados muito apetecíveis. É também por esse motivo que a Xiaomi está a investir fortemente na Inteligência Artificial e Internet das Coisas. De facto, este fabricante apostou em equipas dedicadas para o desenvolvimento destas novas tecnologias. E como é que tudo isto chega ao IKEA?

Uma grande aposta na inteligência artificial

Recentemente, chegaram informações à Internet afirmando que a Xiaomi está a desenvolver uma nova sede em Wuhan (na China) para investigação em IA. Foi no seguimento de tudo isto, que Lei Jun, o responsável por este fabricante chinês, falou numa conferência para programadores.

Assim, Lei Jun explicou a importância da IA ​​e da IoT, juntamente com seu impacto no futuro. Ao mesmo tempo, abordou o lado estratégico dos dois principais negócios da Xiaomi AI e IoT na conferência.

Uma parceria com o IKEA que chega na melhor altura possível

A revelação mais surpreendente é que a Xiaomi fez uma parceria com a IKEA. Assim, os produtos inteligentes de iluminação doméstica deste gigante dos móveis vão receber a plataforma Xiaomi IoT em dezembro. Para já, as informações acerca desta nova cooperação ainda não foram divulgadas.

Entretanto, a Xiaomi tem feito, de facto, um caminho muito interessante. Já investiu em 220 empresas através de diferentes plataformas de crowdfunding, das quais 100 estão centradas em hardware “inteligente”. Isto revela por si só, o grande investimento em tecnologia  desenvolvimento.

Xiaomi já vendeu mais de 132 milhões de dispositivos com tecnologia IoT

A Xiaomi também vendeu mais de 132 milhões de dispositivos incorporados com tecnologia IoT no terceiro trimestre de 2018.

Devido ao ambiente positivo em relação às novas tecnologias e ao bom número de vendas, muitas empresas já fizeram parcerias com a Xiaomi no passado.

No último quadrante, a Xiaomi recolheu 10.805 trilhões de yuans, 89% a mais do que no ano anterior. Isto levou a empresa a ganhar 29 bilhões de yuans ao longo de todo o ano e até agora.

Um facto assinalável, é que a Xiaomi tornou-se a maior plataforma de IoT do mundo, com vendas de mais de 1,7% de bens de consumo. Este é um valor significativamente superior ao da Apple com 0,9% da Apple, 0,6% do Google e 0,9% da Amazon.

Fonte da imagem

Leia também

Ou veja mais notícias de outros

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.
Etiquetas
Anterior

Galaxy S10 – Samsung já começou a produção em massa dos ecrãs HIAA

OnePlus 6T McLaren Edition, lançamento anunciado para o próximo dia 11

Seguinte