Xiaomi e Huawei preparam novos smartphones dobráveis

Os smartphones dobráveis apareceram de forma tímida. No entanto, estão cada vez mais populares, apesar de ainda haverem alguns problemas para resolver. Em Outubro de 2018 chegou o primeiro dobrável do mundo, o Royole Flexpai. Depois no início de 2019, assistimos ao lançamento das apostas de fabricantes mais populares como a Samsung e Huawei. A grande questão com estes dispositivos é a resistência e neste campo o vidro ultra-fino já dá alguma ajuda. É mesmo por este motivo que a procura por parte dos fabricantes está a aumentar. Novas informações que circulam pela Internet, revelam que a Huawei e a Xiaomi adquiriram grandes quantidades de vidro flexível ultrafino para produtos com uma grande curvatura de ecrã a pensar nos dobráveis.

Xiaomi e Huawei preparam novos smartphones dobráveis

O vidro flexível ultrafino (UTG) é a versão otimizada da película de poliimida (CPI). A primeira geração de smartphones dobráveis ​​(Samsung GALAXY Fold/Huawei Mate X) usa filme de poliimida (CPI). No entanto, o UTG é mais durável, relativamente mais forte, mais fino e dobra mais.

Neste momento, a Huawei possui duas gerações de smartphones dobráveis. O mais recente, o Huawei Mate Xs usa vidro flexível ultrafino e isto veio resolver muitos problemas. É que o primeiro dobrável Mate X da Huawei enfrentou muitos desafios antes de chegar ao mercado, tal como aconteceu com a Samsung e o primeiro Fold.

Xiaomi Huawei dobráveis

No caso da Xiaomi, o fabricante chinês não tem nenhum smartphone dobrável, por enquanto. Na verdade, existe algo parecido. Falo do Xiaomi Mi MIX Alpha, mas ainda não está à venda.

Neste momento, não há novidades acerca da próxima geração do Mate X ou MIX Alpha. No entanto, olhando para as encomendas de vidro flexível ultrafino, é possível que surjam notícias em breve.

De facto, os fãs da Xiaomi estão ansiosamente à espera por um modelo assim. A questão é que este fabricante considera que esta tecnologia ainda está numa fase muito inicial e eventualmente não vale a pena uma grande aposta que pode dar mau resultado. Para além disso, a Xiaomi não gosta que os seus equipamentos sejam extremamente caros. Assim, resolveu esperar mais um pouco.

Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir.

Subscreva a newsletter Leak e tenha acesso diário aos principais destaques, ofertas e descontos nos parceiros Leak. Clique aqui

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

mm
Bruno Fonseca
Fundador da Leak, estreou-se no online em 1999 quando criou a CDRW.co.pt. Deu os primeiros passos no mundo da tecnologia com o Spectrum 48K e nunca mais largou os computadores. É viciado em telemóveis, tablets e gadgets.

Leia também