Windows 10 vai dizer adeus ao Notepad, Paint e Wordpad!

Existem alguns programas que fazem parte do Windows há décadas. São exemplo disso, o Notepad, o Paint e o Wordpad. De facto, desde sempre que me lembro destas aplicações. O Notepad e o Paint até já estavam presentes desde as primeiras versões do Windows. Lembro-me da presença delas no Windows 3.1. Ainda assim, elas nasceram logo com a versão 1.0. Ou seja, desde 1985. O Wordpad se a memória não me trai, julgo que chegou um pouco mais tarde com o Windows 95. Este pequeno aparte para dizer que até agora estas aplicações não podiam ser removidas do sistema operativo. No entanto, isto vai mudar em breve.

Windows 10: Prepare-se para o adeus ao Notepad, Paint e Wordpad

A Microsoft tornou estes programas opcionais no Windows 10 Insider Build 19551. Dito isto, elas podem ser removidas através do painel de controlo referente às funcionalidades opcionais. O público em geral, como refere o site Windows Latest, só vai notar isto na build Windows 10 20H1, também conhecida como versão 2004. Deve chegar em Abril ou em Maio.

Assim que o Notepad, o Paint e o WordPad forem removidos através do menu, será necessário reiniciar o sistema. Depois disso, as aplicações já não estarão presentes nem vão aparecer na pesquisa do menu Iniciar. Embora os três programas ocupem menos de 20 MB combinados, a capacidade de removê-los deve facilitar a instalação de alternativas como o NotePad2, NotePad ++ e Paint.NET.

Notepad

Embora a Microsoft esteja a tornar estes programas opcionais, não significa necessariamente que eles serão removidos completamente numa atualização futura.

Em 2017, a Microsoft revelou que iria retirar o Paint do Windows, transferindo-o para a Windows Store como um download gratuito. No entanto, esta empresa anunciou no ano passado que o programa continuaria a ser parte do Windows 10 “por enquanto”.

Entretanto e já que falamos em Windows 10, tenha atenção à última atualização. É que se por acaso instalou o último update do Windows e se deparou com um ecrã azul não é caso único. O problema está na versão lançada pela Microsoft no dia 28 de Janeiro de 2020. Para além dos problemas com o ecrã azul ou se preferir BSOD, os utilizadores que instalaram o novo update do Windows 10 estão a ter muita instabilidade na utilização do computador.

Já outros têm tido problemas com o áudio e também com controladores. Como é habitual, esta nova atualização tinha sido criada para resolver alguns bugs que tinham sido criados pela última atualização. Neste caso em particular os utilizadores queixavam-se de problemas no Explorador de Ficheiros e mais concretamente da pesquisa.

Não perca nenhuma informação importante. Siga-nos no Google Notícias. Siga-nos ou clique no símbolo da estrela no canto superior direito.
mm
Bruno Fonseca
Fundador da Leak, estreou-se no online em 1999 quando criou a CDRW.co.pt. Deu os primeiros passos no mundo da tecnologia com o Spectrum 48K e nunca mais largou os computadores. É viciado em telemóveis, tablets e gadgets.

Receba a nossa Newsletter

Outros artigos

Google vai sofrer uma revolução com a loucura do ChatGPT

Como deve imaginar, apesar de alguns relatos mais 'flamejantes'...

Televisão 8K de 110” com 3D inovador. Comprava?

Como deve saber, as TVs 4K já são banais...

Intel baixa preço dos processadores em 20% (Core 12000)

No ano passado tivemos um aumento nos preços em...

Odeia o Teams? Isto vai melhorar a experiência!

A pandemia de COVID-19 já está, em grande parte,...

Temos más notícias! The Witcher pode acabar em breve…

Quando falamos em plataformas como a Netflix, temos de...