Windows 10 vai dizer adeus ao Notepad, Paint e Wordpad!

Existem alguns programas que fazem parte do Windows há décadas. São exemplo disso, o Notepad, o Paint e o Wordpad. De facto, desde sempre que me lembro destas aplicações. O Notepad e o Paint até já estavam presentes desde as primeiras versões do Windows. Lembro-me da presença delas no Windows 3.1. Ainda assim, elas nasceram logo com a versão 1.0. Ou seja, desde 1985. O Wordpad se a memória não me trai, julgo que chegou um pouco mais tarde com o Windows 95. Este pequeno aparte para dizer que até agora estas aplicações não podiam ser removidas do sistema operativo. No entanto, isto vai mudar em breve.

Windows 10: Prepare-se para o adeus ao Notepad, Paint e Wordpad

A Microsoft tornou estes programas opcionais no Windows 10 Insider Build 19551. Dito isto, elas podem ser removidas através do painel de controlo referente às funcionalidades opcionais. O público em geral, como refere o site Windows Latest, só vai notar isto na build Windows 10 20H1, também conhecida como versão 2004. Deve chegar em Abril ou em Maio.

Assim que o Notepad, o Paint e o WordPad forem removidos através do menu, será necessário reiniciar o sistema. Depois disso, as aplicações já não estarão presentes nem vão aparecer na pesquisa do menu Iniciar. Embora os três programas ocupem menos de 20 MB combinados, a capacidade de removê-los deve facilitar a instalação de alternativas como o NotePad2, NotePad ++ e Paint.NET.

Notepad

Embora a Microsoft esteja a tornar estes programas opcionais, não significa necessariamente que eles serão removidos completamente numa atualização futura.

Em 2017, a Microsoft revelou que iria retirar o Paint do Windows, transferindo-o para a Windows Store como um download gratuito. No entanto, esta empresa anunciou no ano passado que o programa continuaria a ser parte do Windows 10 “por enquanto”.

Entretanto e já que falamos em Windows 10, tenha atenção à última atualização. É que se por acaso instalou o último update do Windows e se deparou com um ecrã azul não é caso único. O problema está na versão lançada pela Microsoft no dia 28 de Janeiro de 2020. Para além dos problemas com o ecrã azul ou se preferir BSOD, os utilizadores que instalaram o novo update do Windows 10 estão a ter muita instabilidade na utilização do computador.

Já outros têm tido problemas com o áudio e também com controladores. Como é habitual, esta nova atualização tinha sido criada para resolver alguns bugs que tinham sido criados pela última atualização. Neste caso em particular os utilizadores queixavam-se de problemas no Explorador de Ficheiros e mais concretamente da pesquisa.

Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir. Obrigado!

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

Leia também

Deixe um comentário