Windows 10: caixa de pesquisa ganha grande novidade!

Sempre que falava do sistema operativo da Apple referia-me muitas vezes ao Spotlight que é na prática um sistema de pesquisa muito poderoso. Algo que na prática a Microsoft não tinha. Pelo menos desta maneira. Mas com o passar do tempo as coisas mudaram muito. Dito isto, a caixa de pesquisa do Windows está muito melhor e acaba de receber novidades. Neste momento é mesmo uma das ferramentas mais poderosas deste sistema operativo. Parte da razão para isto é a integração dos serviços da Microsoft. Agora há uma grande novidade e está relacionada com o Microsoft Edge e a caixa de pesquisa do Windows 10.

Windows 10 caixa pesquisa

Windows 10: caixa de pesquisa ganha grande novidade!

A Microsoft começou a testar novas funcionalidades para o Edge baseado no Chromium que permite uma integração muito maior com a caixa de pesquisa do Windows. Aquela caixinha que está mesmo ao lado do menu Iniciar.

Assim na versão 2004/20H2, a Pesquisa do Windows vai poder ir buscar informações diretamente ao Microsoft Edge. Assim, se abriu um separador no Edge, ele vai poder ser encontrado na pesquisa do Windows.

Windows 10 caixa pesquisa

Entretanto os favoritos, o histórico de navegação, os sites mais visitados também vão aparecer nos resultados. O mesmo até se passa com os dispositivos móveis. Isto caso tenha ativado a sincronização entre todos.

Claro que isto só funciona num sentido. Isto significa que não pode usar o Microsoft Edge para encontrar ficheiros ou outras coisas no Windows. O que é natural. Como é possível ver-se na imagem abaixo, isto será algo opcional. Ou seja pode ser desativado.

Para além do que vai ser mudado na caixa de pesquisa há mais novidades a caminho da barra inferior do Windows que estarão disponíveis no “novo” Windows 10. No entanto, isto não está a agradar a todos.

A Microsoft vai trazer uma nova função que se chama Notícias e Interesses para a barra de tarefas. Isto significa que vamos ter um rápido acesso às notícias através de uns poucos cliques.

A nova função de Notícias e Interesses funciona por cima da pesquisa do Windows e da Cortana.

Assim deve disponibilizar conteúdos personalizados a cada utilizador.

Dito isto, o feed pode ser acedido quando passa o rato por cima do ícone do tempo na barra de tarefas. Deve chegar ativado por efeito no Windows 10. Entretanto, não pode remover o feed de notícias. Nem tão pouco desativado por completo. Tudo porque está enraizado no sistema.

Windows 10 caixa pesquisa

Entretanto a nova barra de tarefas dá acesso a conteúdos dinâmicos. Isto sempre que passa o rato por cima de um ícone. Mas há mais novidades. Pode optar por esconder as informações de meteorologia. Ou então usar um pequeno ícone para aceder ao feed. Também pode remover o ícone.

A Microsoft diz que os utilizadores podem navegar pelo feed para verem os principais destaques sobre tópicos populares. São eles desporto, clima, entretenimento, política e muito mais. Entretanto se não gostar do feed atual, pode abrir o MSN e alterar as suas preferências de conteúdo.

Windows 10 caixa pesquisa

Entretanto também pode personalizar as suas preferências de conteúdo ao dar um clique no botão de três pontos como refere o site Windows Latest. Por exemplo, pode escolher “Mais histórias como esta” ou “Menos histórias como esta”. Faz lembrar um pouco o Google Notícias. Também pode dar um clique no botão ‘x’ para fechar rapidamente o bloco de notícias e bloquear todos os conteúdos de um editor específico.

É tudo muito bonito mas isto vai trazer um problema…

Esta nova função pode acabar por atrasar o PC. A versão de teste do novo Windows já está nas mãos dos testers e já foi possível verificar-se que esta funcionalidade está sempre a verificar os feeds de notícias em segundo plano. Ora isto pode ocupar cerca de 150MB de memória a toda a hora. Para um mega-PC com muita memória, isto não será um problema. No entanto, para um equipamento mais modesto, isto poderá dar origem a muitas situações chatas. O resultado é uma grande pancada no desempenho!

Esta novidade não vai ser muito bem recebida por quem prefere uma instalação do Windows 10 muito limpinha e sem fogo de artíficio. Para além disso coisas que ocupam memória não são lá muito bem recebidas pela comunidade.

Seja como for e para acalmar as hostes, a Microsoft já revelou que esta funcionalidade é opcional. Como tal, vai poder desativá-la e poupar memória.

 

Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir.

Subscreva a newsletter Leak e tenha acesso diário aos principais destaques, ofertas e descontos nos parceiros Leak. Clique aqui

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

mm
Bruno Fonseca
Fundador da Leak, estreou-se no online em 1999 quando criou a CDRW.co.pt. Deu os primeiros passos no mundo da tecnologia com o Spectrum 48K e nunca mais largou os computadores. É viciado em telemóveis, tablets e gadgets.

Leia também