Vou trocar de portátil para um ZenBook S 16.

Apesar de acreditar que toda a loucura à volta da Inteligência Artificial é ainda um exagero, que ainda está a confundir muitos dos consumidores. A realidade é que também acredito que estamos a entrar numa nova era da computação, e como tal, vai ser necessário tomar decisões.

O software está a mudar e está a exigir um novo tipo de hardware. Em suma, depois de uma época em que foi possível manter a mesma exata máquina durante muitos e longos anos, está a chegar a altura de trocar de portátil.

Pessoalmente, já tenho duas máquinas debaixo de olho! Já tive ambas nas mãos, e são realmente incríveis. Mas estou mais apaixonado por uma do que por outra.

Vou trocar de portátil para um ZenBook S 16.

Sou muito honesto, em termos de portáteis, sempre preferi MacBook, especialmente porque também tenho um iPhone no bolso, e como tal, é assim possível tirar partido do ecossistema sempre tão apetecível da Apple. Mas, em 2024, com o IA a chegar a sério, é preciso olhar para o excelente trabalho que a Microsoft e as suas parcerias têm vindo a fazer.

Isto é especialmente verdade no lado da ASUS, que além de ser uma das primeiras fabricantes a disponibilizar produtos no mercado, está com uma filosofia de design extremamente apelativa.

Primeiramente, vamos olhar para o ZenBook S 16 (link), um portátil equipado com um ecrã de 16” 3K OLED ASUS Lumina, que também é capaz de chegar aos 120Hz. Pesa apenas 1.5kg e tem 1.1cm de espessura. Conta com um processador AMD Ryzen AI 9 HX 370, e como tal, é compatível com o Copilot+ do Windows 11, graças ao NPU capaz de oferecer 50 TOPS.

É leve, é fino, é bonito, e tem imensa performance para oferecer. Parece o sonho de qualquer utilizador que precise de portabilidade.

Aparece caro no mercado Português (1999€), mas vamos ter versões mais baratas dentro de alguns meses.

Além deste ZenBook, a ASUS também mostrou o ProArt PZ13 (link). Um portátil que em vez de apostar em processadores AMD ou Intel, opta por um SoC Qualcomm Snapdragon X Elite.

Isto é interessante porque é diferente, e pode significar níveis de performance mais altos, bem como, e talvez até mais importante que isso, uma autonomia de bateria pura e simplesmente incrível.

Curiosamente, a fabricante aproveitou o formato para tentar fazer algo ainda mais portátil, a fazer lembrar um tablet. Pesa apenas 0.85kg!

É uma máquina que nos faz lembrar dos bons velhos tempos em que a ASUS apostava na gama de aparelhos transformers. Ainda se lembra? Tanto podiam ser portáteis a sério, como um simples tablet.

Siga a Leak no Google Notícias e não perca todas as informações mais importantes.

mm
Nuno Miguel Oliveirahttps://www.facebook.com/theGeekDomz/
Desde muito novo que me interessei por computadores e tecnologia no geral, fui sempre aquele membro da família que servia como técnico ou reparador de tudo e alguma coisa (de borla). Agora tenho acesso a tudo o que é novo e incrível neste mundo 'tech'. Valeu a pena!

Especiais

Subscreva a Newsletter Leak

Não perca nenhuma informação importante! Subscreva a newsletter Leak e receba todas as notícias, destaques e outras informações importantes no seu e-mail.

Artigos relacionados