Versão Lite do Messenger chegou ao fim e nem todos gostam!

Passaram cerca de 7 anos desde que a Meta introduziu uma versão lite da sua aplicação Messenger. Tudo para dar aos utilizadores a opção de poupar espaço de armazenamento nos seus telemóveis. Em 2020, a aplicação Messenger Lite foi removida da App Store, ficando indisponível para os utilizadores iOS. Agora, a Meta está a descontinuá-lo também para os utilizadores de Android.

Versão Lite do Messenger chegou ao fim e nem todos gostam!

Conforme detetado pelo 9to5Google, a app não está mais disponível na Play Store para novos utilizadores descarregarem. Entretanto algumas pessoas que utilizam a aplicação Messenger Lite podem já ter recebido a mensagem ao abrir a aplicação de que “o Messenger Lite está a terminar e não estará disponível a partir de 18 de setembro”. O que é importante saber é que o histórico de conversação não se perderá; permanecerá acessível na aplicação Messenger.

O Messenger Lite, tal como o nome sugere, é uma versão mais leve do Messenger que está desprovida de muitas funcionalidades, tais como histórias, stickers animados, modo escuro ou alteração do tema de uma conversa. Não ter todas estas funcionalidades significa que pode poupar espaço de armazenamento, uma vez que o tamanho da aplicação é mais pequeno.

No entanto, parece que a Meta decidiu descontinuar esta aplicação mais light e concentrar-se apenas na versão completa. Esta medida pode irritar muitos utilizadores que acreditam que o Messenger gasta a bateria demasiado depressa ou que simplesmente preferem uma versão da aplicação que apenas permite enviar e receber mensagens e não tem quaisquer funcionalidades adicionais ou anúncios.

Em setembro, não só o Messenger Lite desaparecerá, como o Messenger deixará de suportar SMS, o que também não foi recebido com muito entusiasmo. Por outro lado, o Meta permite que mais pessoas usufruam da encriptação de ponta a ponta no Messenger.

A empresa começou a trabalhar na encriptação de ponta a ponta em 2019, mas ainda a testa e não a introduziu a todos os seus utilizadores. Os engenheiros da Meta perceberam que precisariam essencialmente reescrever toda a base de código de mensagens e chamadas do zero, o que certamente leva tempo.

Siga a Leak no Google Notícias e não perca todas as informações mais importantes.

mm
Bruno Fonseca
Fundador da Leak, estreou-se no online em 1999 quando criou a CDRW.co.pt. Deu os primeiros passos no mundo da tecnologia com o Spectrum 48K e nunca mais largou os computadores. É viciado em telemóveis, tablets e gadgets.

Especiais

Subscreva a Newsletter Leak

Não perca nenhuma informação importante! Subscreva a newsletter Leak e receba todas as notícias, destaques e outras informações importantes no seu e-mail.

Artigos relacionados