Vernee Apollo finalmente em pré-venda: “o primeiro” MediaTek para realidade virtual


Por em

A primeira vez que falamos do Vernee Apollo já foi no distante mês de Março e o dispositivo parecia nunca mais chegar ao mercado. Isso acaba de mudar e o dispositivo está em pré-encomenda por $299.

A Vernee chama-lhe “o primeiro flagship MediaTek para realidade virtual” e não sem boa razão. O ecrã é uma unidade de 5.5 polegadas e resolução QHD ou 2K (2560×1440), com tecnologia LTPS e muito louváveis 500 nits de luminosidade, o que o tornará razoavelmente legível à luz do dia, tanto mais que vem com um rácio de contraste de 1500:1.

Claro que não é somente por aí: o Vernee Apollo virá numa embalagem que duplicará como óculos de realidade virtual.

O processador é o MediaTek Helio X25, um deca-core de gama média-alta, com 8 núcleos A53 e 2 núcleos Cortex-A72 para as tarefas pesadas. A RAM não são os 6GB inicialmente anunciados, mas 4GB mais do que suficientes, a par com 64GB de armazenamento interno.

Passamos às câmaras para encontrar aqui uma aposta clara de gama alta, já que a câmara principal possui um sensor Sony IMX230 de 21MP, um sensor de alta resolução popular em 2015 e 2016, graças a capacidades avançadas e foco por detecção de fases, além da capacidade para vídeo 4K. À frente, a câmara é uma unidade de 8MP.

Quanto à bateria, são 3180mAh com capacidade para 50% de carga em apenas 30 minutos, através de porta USB-C.

No entanto, há outras características que são de destacar no Vernee Apollo, a começar pelo acabamento. A marca Chinesa parece ter juntado todo o seu orgulho industrial no dispositivo, conferindo-lhe um corpo que é 98% metal. Mais especificamente, é uma liga de alumínio e titânio com diversos graus de acabamento. A concha é fabricada através de um processo de CNC automatizado e altamente exacto, e depois passa por um processo NMC (Nano Moldagem) que funde os elementos de plástico (como antenas) com o metal através de micro perfurações e a moldagem do plástico directamente no metal. Finalmente, o dispositivo passa por polimento por areia e anodização.

Impressionante, certo?

Pré-venda

Leia também

Ou veja mais notícias de outros

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.
Anterior

Watt Laboratory revoluciona baterias com introdução de grafeno

HMD Global Oy é a nova Nokia, website já está online

Seguinte