Usa o Instagram? Podem estar a seguir os seus passos!

A Apple removeu uma aplicação da App Store que foi desenvolvida para enviar notificações a quem usa o Instagram sempre que alguém que eles seguiam deixava um comentário ou gostava de uma foto. A app, chamada Like Patrol, permitia espiar outras pessoas e até revelava os utilizadores com quem uma determinada pessoa se dava mais. Verdadeiramente assustador!

Usa o Instagram? Podem estar a seguir os seus passos!

O fato de o Like Patrol ter sido desenvolvido com uma vertente de espionar os outros utilizadores,  deu logo a entender que não iria durar muito. Pelo menos nas lojas oficiais. Na descrição da App até referia, “Cara nova? Namorada nova? O que estão a fazer no Instagram? Com ​​o Like Patrol, pode ver os posts de que mais gostam especificamente!” Entre as informações fornecidas pela app até era revelado quais os perfis mais próximos de uma determinada pessoa.

Usa o Instagram

Entretanto e de acordo com a CNET, o Instagram enviou um pedido de cease-and-desist aos programadores desta aplicação no final do mês passado. A propósito disto, ou não, no sábado, a Apple afirmou que o Like Patrol violou as diretrizes da App Store e como tal foi removido. Lembramos que esta app apareceu pela primeira vez na loja de aplicações da Apple em julho.

O Instagram quer proteger de forma mais eficaz a privacidade dos utilizadores e esta aplicação fazia o oposto.

Lembramos que no mês passado, o Instagram removeu um separador que podia ser usado pelos utilizadores para ficarem a saber quais os posts que outros estavam a gostar mais e a comentar.

Esta aplicação não era gratuita. Dito isto cobrava cerca de 3 euros por semana ou oitenta euros por ano. Entretanto o programador afirmou que pelo menos 300 pessoas estão a usar esta aplicação.

Após a decisão da Apple, Quintero (o programador) afirmou que vai disponibilizar publicamente o código desta app, permitindo que alguém as utilize.  Embora a maioria das pessoas não tenham enquadrado o Like Patrol como uma app de “stalkerware”, algumas pessoas acreditam que esta app era utilizada por quem não se sentia seguro num relacionamento.

Entretanto o Facebook, dono do Instagram, já afirmou que esta aplicação viola as regras que impedem a extração de dados das contas. Esta app foi banida do Instagram e do Facebook e esta empresa está a analisar outras apps criadas pelo mesmo programador.

mm
Bruno Fonseca
Fundador da Leak, estreou-se no online em 1999 quando criou a CDRW.co.pt. Deu os primeiros passos no mundo da tecnologia com o Spectrum 48K e nunca mais largou os computadores. É viciado em telemóveis, tablets e gadgets.

Mais deste autor

Relacionadas

Publicidadespot_img

Últimos artigos

Galaxy S22: o grande upgrade nas câmaras não vai acontecer!

Já há vários meses que têm surgido na Internet rumores sobre o Galaxy S22 e isto não é uma surpresa. As pessoas querem sempre...

Semana brutal na Netflix! Viu os projetos que vão chegar?

De semana a semana, vamos recebendo novos projetos verdadeiramente brutais. Sendo que tal como na semana passada, também nesta teremos direito não só a...

Gmail para Android: não utilize mais sem fazer estas alterações!

O Gmail é sem dúvida das melhores plataformas de email. É fiável, tem uma grande capacidade de armazenamento e raramente falha. É por isso...

Não perca nenhuma informação de última hora!

Registe-ne na Newsletter Leak e receba diariamente todas as informações no seu email!