Twitter usado para causar ataque epilético a jornalista


Por em

O Twitter tem estado na linha da frente da polémica do assédio online, com a rede social praticamente impotente para controlar o bullying que parece ser-lhe endémico. Agora o alvo foi um jornalista da Newsweek, atacado com um GIF que lhe causou um ataque.

Não se sabe que relação existe entre o atacante e Kurt Eichenwald, mas o jornalista da Vanity Fair e Newsweek havia estado envolvido numa polémica em directo na TV com Tucker Carlson.

A polémica envolvera acusações de Eichenwald a Trump, supostamente sem bases, e ambos os jornalistas acabaram por trocar acusações bem acesas.

Na sequência da discussão, o utilizador @jew_goldstein enviou a Eichenwald um Tweet com um GIF intermitente e a frase “mereces um ataque pelas tuas publicações”.

Num Tweet posterior, a esposa de Eichenwald indicou que o marido tinha sofrido um ataque e que a polícia tinha os dados do atacante.

Repetimos que o assédio no Twitter é um problema sério que pode já ter impedido a venda da rede social a compradores. A rede será talvez a mais destacada em ataques de assédio online, mas a utilização propositada de um GIF para causar um ataque epilético é nova e assustadora.

O futuro do Twitter como um veículo de armas do género para lesar um indivíduo será agora decidido pelo sucesso de qualquer acção judicial contra este atacante.

Leia também

Ou veja mais notícias de outros

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.
Anterior

O próximo filme de Woody Harrelson será transmitido para os cinemas em streaming

Será este o Nokia C1 em toda a sua glória, ou um excelente trabalho de um fã?

Seguinte