Traceroute: para que serve e quando o deve utilizar!

Quando se utiliza a Internet, é muito fácil esquecer que existem muitas peças e servidores que ajudam a manter viva a World Wide Web. Todos os pacotes que envia, desde uma mensagem de chat a uma fotografia, têm de passar por centrais e servidores para chegar ao seu destino. Infelizmente, nada nos lembra melhor esta configuração do que quando deixamos de conseguir ligar-nos a um sítio Web. A causa pode estar no seu lado, no lado do sítio Web ou algures no meio. E a melhor maneira de descobrir onde está o problema é usando o Traceroute.

Traceroute: para que serve e quando o deve utilizar!

O que é?

O Traceroute é uma forma de acompanhar a rota que os seus pacotes de dados tomam à medida que percorrem o seu caminho através da Internet. Todos os sistemas operativos modernos podem traçar uma rota.

Quando se inicia um Traceroute, diz-se-lhe qual o site ou servidor para o qual se pretende traçar uma rota. Normalmente, trata-se do URL da página Web que está a tentar alcançar, mas também pode fornecer-lhe um endereço IP, se quiser.

melhorar a velocidade de Internet no Windows

Depois de ter iniciado o Traceroute, este envia pacotes para o destino definido. Depois, regista as viagens dos pacotes e envia a informação de volta para o seu PC, que lhe mostra para onde vão.

Isto é muito útil se estiver a tentar encontrar uma falha na rede. Se um servidor ou uma rede estiver em baixo, o Traceroute encontrará o problema e informará que algo não está a funcionar corretamente. Pode então utilizar esta informação para diagnosticar melhor o que está a correr mal.

Como é que o Traceroute funciona?

O Traceroute é uma forma útil de diagnosticar erros de rede. No entanto, a invenção do Traceroute deve-se a uma exploração inteligente que utiliza a variável “Time-to-Live” de um pacote.

O que é o “Time-to-Live” de um pacote?

Idealmente, quando um computador envia um pacote de um lugar para outro, ele chega lá sem nenhum problema. Ele segue o caminho mais rápido possível do ponto A para o ponto B e não fica preso ou retido.

Infelizmente, as redes são complexas. Se um engenheiro cometer um erro ao configurar um servidor, é possível que os pacotes fiquem num loop infinito entre servidores. E se isso acontecer com muita frequência, uma rede pode ficar cheia de pacotes dando voltas e voltas para sempre.

navegar na Internet
Businessman hand browsing internet websites on his laptop

As mentes inteligentes por detrás do pacote de dados criaram uma solução para resolver este problema, chamada “time-to-live” ou “TTL”. A cada pacote, antes de ser enviado para o grande desconhecido, é atribuído um número superior a 0 para o seu valor TTL. Se este valor chegar a 0, o pacote considera-se “morto” e é destruído.

Quando o pacote é enviado em sua jornada, ele fará várias paragens em diferentes servidores. Sempre que chega a um servidor, subtrai uma unidade ao seu valor TTL. Normalmente, esse valor TTL é definido para um número em que o pacote tem tempo mais do que suficiente para chegar ao seu destino antes de chegar a 0. No entanto, se o pacote entrar em um loop, o TTL irá eventualmente diminuir até que o pacote expire.

Quando um pacote expira, o servidor com o qual ele termina envia o que é chamado de mensagem “ICMP Time Exceeded” de volta para casa. Isto é essencialmente um aviso de que o pacote encontrou o seu fim prematuro e diz ao utilizador onde o pacote expirou para ajudar na resolução de problemas.

internet

Para que é utilizado?

A um nível básico, o Traceroute permite-lhe dar uma espreitadela à forma como os pacotes se movem numa rede. Assim quer seja um engenheiro de rede a verificar duas vezes para ver se tudo flui como deve ser, ou se está apenas interessado em saber como os seus pacotes viajam quando visita o Google, o Traceroute é o caminho a seguir.

No entanto, também é útil para detetar erros no sistema. Se o Traceroute tentar contactar um servidor que não responde, irá reparar que o pacote que enviou não obteve resposta durante algum tempo. Uma vez passado tempo suficiente, o Traceroute declara que o “Request timed out”, o que significa que a resposta não chegou no tempo previsto.

Como efetuar

Como dissemos anteriormente, todos os principais sistemas operativos podem executar um Traceroute. Assim é tão fácil quanto abrir um terminal de comando e digitar o comando Traceroute.

Para o macOS, basta abrir o Terminal e digitar “traceroute”, seguido do URL ou endereço IP do destino. O mesmo acontece no Linux, mas pode ser necessário instalar o Traceroute antes de o executar.

Entretanto nos sistemas operativos Windows, funciona da mesma forma, exceto que a função se chama “tracert”.

Entretanto clique aqui para seguir a Leak no Google Notícias e ficar a par de todas as informações mais importantes. Pode também subscrever aqui a nossa Newsletter e receber as notícias no seu e-mail.

mm
Bruno Fonseca
Fundador da Leak, estreou-se no online em 1999 quando criou a CDRW.co.pt. Deu os primeiros passos no mundo da tecnologia com o Spectrum 48K e nunca mais largou os computadores. É viciado em telemóveis, tablets e gadgets.

Especiais

Subscreva a Newsletter Leak

Não perca nenhuma informação importante! Subscreva a newsletter Leak e receba todas as notícias, destaques e outras informações importantes no seu e-mail.