Experimentámos o Orange PI PC e foi uma surpresa.

24708
0
Share:

O Orange PI PC é uma board com fabrico chinês e que surge como alternativa ao Raspberry PI. Se olharmos apenas para o preço, cerca de 14 Euros, podemos pensar de imediato que estamos perante um dispositivo pouco interessante ou muito limitado. Mas será mesmo assim? Nas próximas linhas contamos-lhe tudo.

As especificações

Vamos começar por olhar para as características da board:

  • CPU – H3 Quad-core Cortex-A7 H.265/HEVC 4K.
  • GPU – Mali400MP2 @600MHz com suporte OpenGL ES 2.0.
  • SDRAM – 1GB DDR3 (partilhada com o GPU).
  • Storage – Cartão Micro SD (Max. 64GB).
  • Rede – 10/100M Ethernet RJ45.
  • Video – HDMI com HDCP, CEC, CVBS integrado.
  • Audio – 3.5 mm e HDMI.
  • Portas USB  – 3 portas USB 2.0 e uma USB 2.0 OTG.

A instalação

Trabalhámos sobre dois sistemas operativos que disponibilizamos mais abaixo, o openelec como mediacenter e outro para recriar a consola retro que já apresentámos aqui para o Raspberry PI de modo a termos uma comparação minimamente fiável.

Confessamos que não foi um processo fácil, especialmente porque existe muito mais informação para o Raspberry do que para o Orange. Para que não terem de lidar com estas dificuldades, especialmente se adquirirem um destes dispositivos, compilámos versões especiais destes sistemas e que podem ser encontradas para download no final deste artigo.

O funcionamento

No entanto, quando finalmente conseguimos correr o Openelec 100% funcional o resultado foi muito bom. De facto, não existem diferenças visíveis relativamente à concorrência e até nos atrevemos a dizer que no arranque dos streams o Orange é mais rápido, e isto sem aparente sobreaquecimento dos componentes que era outro dos receios.

Relativamente ao retro gaming deparámo-nos com uma nova surpresa, excelente fluidez na emulação, e em casos pontuais até parece estar melhor que os concorrentes directos, como aconteceu ao nível da emulação do Nintendo 64.

Em conclusão o Orange PI, por apenas 14 Euros, é um excelente investimento do qual se pode tirar imenso proveito.

Para inserirem as imagens nos cartões de memória basta seguirem o tutorial que fizemos para o Raspberry PI aqui.

Eis as imagens para download:

Dados SSH:

OpenElec: user: root pass: openelec

RetrOrangePi: user: pi pass: pi

Share:
Eduardo Pais

Leave a reply