Tesla: Elon Musk volta a apertar os que estão em teletrabalho

Após o lançamento de uma proibição de teletrabalho na Tesla, o CEO Elon Musk está a dar mais passos contra os trabalhadores que não estão a aparecer. Atenção que não se estão a apresentar nas instalações da empresa mas encontram-se em trabalho remoto.

Tesla: Elon Musk volta a apertar o que estão em teletrabalho

Dito isto, os empregados da Tesla, que trabalham nos escritórios, devem entrar nos respetivos locais registando a sua presença. Dito isto, constatou-se agora que está a ser enviada uma mensagem automática aos colaboradores que não têm aparecido ou feito o registo da entrada.

- Publicidade -

elon Musk

“Está a receber este e-mail porque não há registo de ter usado o seu crachá para entrar numa instalação da Tesla em pelo menos 16 dias durante o período de 30 dias que termina a 28 de junho”, refere a mensagem.

Entretanto parece que os e-mails automáticos não são apenas informativos. Isto porque depois se pede aos colaboradores que expliquem a sua ausência aos gestores e apresentem-se num sistema de inquirição da empresa.

De facto, parece que o teletrabalho acabou mesmo na Tesla

Num e-mail anterior, enviado a 31 de maio de 2022, pode ler-se que “quem quiser fazer trabalho remoto deve estar no escritório pelo mínimo (e quero dizer no mínimo) 40 horas por semana ou partir da Tesla. Isto é menos do que pedimos aos trabalhadores da fábrica.”

A nível global, centenas de trabalhadores ficaram desapontados e, com tantas empresas a abraçarem as rotinas de trabalho híbridas a nível global, é provável que esta atitude da Tesla continue a incomodar muitas pessoas.

De facto nos tempos que correm o teletrabalho ou pelo menos o trabalho híbrido tornou-se numa grande tendência. Assim faz todo o sentido que as pessoas apostem nele. Até porque na maioria dos casos acabamos por ocupar mais tempo a trabalhar e menos tempo em viagens entre casa e escritório. Infelizmente nem todos pensam assim e Elon Musk é sem dúvida uma dessas pessoas.

Entretanto clique aqui para seguir a Leak no Google Notícias e ficar a par de todas as informações mais importantes. Pode também subscrever aqui a nossa Newsletter e receber as notícias no seu e-mail.

mm
Bruno Fonseca
Fundador da Leak, estreou-se no online em 1999 quando criou a CDRW.co.pt. Deu os primeiros passos no mundo da tecnologia com o Spectrum 48K e nunca mais largou os computadores. É viciado em telemóveis, tablets e gadgets.

Especiais

Subscreva a Newsletter Leak

Não perca nenhuma informação importante! Subscreva a newsletter Leak e receba todas as notícias, destaques e outras informações importantes no seu e-mail.