Televisões: Samsung garante que não está a fazer batota

Caso já não se lembre, há algumas semanas atrás, foi noticiado que a Samsung tinha caído nas malhas do ‘engano‘, no mundo das TVs, com as suas novas Neo QLED. (Link)

Muito resumidamente, a premissa passava pela gigante Sul Coreana ter percebido como os testes são feitos, conseguindo assim arranjar maneira de criar modos de desempenho pensados única e exclusivamente para as metodologias dos vários meios independentes. (Leia-se Reviewers)

- Advertisement -

Ao fim ao cabo, assim seria possível alcançar níveis de brilho, e de cor, muito acima da média! O que por sua vez, resultaria em resultados diferenciados, e superiores às rivais.

É uma prática muito comum no mundo dos smartphones, onde muitas fabricantes escolhem criam perfis de desempenho bastante diferentes aos normais do dia a dia, de forma a conseguirem alcançar números significativamente mais altos, em certas aplicações, como é o caso do AnTuTu, e do 3DMark. Em suma, vale tudo para ficar à frente das rivais!

Modos/Perfis, que claro está, não são alcançáveis no mundo real, no uso do dia-a-dia.

No entanto, pelo menos no caso das novas Neo QLED, isto não é bem verdade!

Afinal, a própria Samsung já saiu em defesa das suas equipas de desenvolvimento, e claro, das suas gamas de produtos, ao garantir que não existem “truques”, e que por isso mesmo, os resultados alcançados nos testes são perfeitamente normais, e fazem parte da forma como os aparelhos funcionam.

Vamos por partes?

Televisões: Samsung garante que não engana nos testes

Neo, QLED; Samsung

Portanto, a Samsung contactou a Leak.pt para esclarecer a situação, ao garantir que o brilho das suas TVs não é afetado por imagens específicas, ou por limitações da área de visualização.

Mais concretamente, a gigante Sul Coreana afirma também que não existem linhas de código no Sistema Operativo destas TVs, capazes de detectar cenários de teste, ou de benchmark. (Afinal, os níveis de brilho mantêm-se os mesmos, em janelas com dimensões inferiores a 10% da área total do ecrã.)

Além de tudo isto, a Samsung explicou ainda que alcançar um nível de brilho, mais alto, numa superfície mais pequena do ecrã é perfeitamente normal. Aliás, até é algo que faz parte do leque de funcionalidades das suas TVs QLED ou Neo QLED.

Ou seja, o nível de brilho máximo numa determinada área, não tem de ser igual ao máximo da totalidade do ecrã.

Desta forma, as TVs Neo QLED são capazes de um output de brilho acima do “normal”, em cenários onde seja realmente necessário esse brilho. (Imagine, um filme, ou jogo, onde está a sair de uma caverna, e existe uma grande entrada de luz numa certa área do ecrã. Esta área terá um brilho bastante acima do normal.)

Entretanto, apesar de ser verdade que a Samsung já atualizou o firmware das suas TVs, nomeadamente os modelos apontados. A fabricante garante que a atualização não serviu para tapar “buracos”, mas sim para fazer algumas melhorias relativamente ao modo Filmaker, entre outras correções.

Inclusive, já existe um outro teste a comprovar estas afirmações da Samsung, aqui.

Entretanto clique aqui para seguir a Leak no Google Notícias e ficar a par de todas as informações mais importantes. Pode também subscrever aqui a nossa Newsletter e receber as notícias no seu e-mail.

mm
Nuno Miguel Oliveirahttps://www.facebook.com/theGeekDomz/
Desde muito novo que me interessei por computadores e tecnologia no geral, fui sempre aquele membro da família que servia como técnico ou reparador de tudo e alguma coisa (de borla). Agora tenho acesso a tudo o que é novo e incrível neste mundo 'tech'. Valeu a pena!

Especiais

Subscreva a Newsletter Leak

Não perca nenhuma informação importante! Subscreva a newsletter Leak e receba todas as notícias, destaques e outras informações importantes no seu e-mail.