Mercado dos tablets vai rebentar em 2021! No bom sentido!

Esta pandemia teve e vai continuar a ter um forte impacto na economia em todo o mundo. Milhões de pessoas perderam o emprego nos Estados Unidos e noutros países. Apesar deste grave problema, há alguns produtos que se saíram muito bem. Até aqueles que pareciam mortos e enterrados. De facto, o mercado de tablets rebentou quando as empresas pediram aos funcionários que trabalhassem em casa. Mas sobretudo o que teve mais impacto na venda de tablets foi o ensino à distância para crianças em idade escolar. Afinal de contas todos os elementos da família tinham de estar ligados e quem não podia estar a comprar um PC, comprou um tablet. Isto vai dar resultado a um boom no mercado de tablets em 2021!

Mercado dos tablets vai rebentar em 2021! No bom sentido!

O site Phonearena relata que a empresa de estudos de mercado Canalys revelou que todas estas compras adicionais fizeram disparar as vendas de PCs e tablets. Assim passou-se de 1,64 mil milhões no final de 2019 para 1,77 mil milhões. Mas tudo poderia ser ainda melhor. De facto, este número só não é superior porque os componentes usados para produzir tablets, como ecrãs e processadores, são difíceis de encontrar devido à enorme procura.

Tablets 2021

Entretanto segundo um analista da IDC, a procura por PCs e portáteis pode continuar a aumentar até 2022, à medida que governos em vários países estão a atribuir dinheiro a escolas e empresas.

Aliás isto faz lembrar uma história que a Canalys revelou em abril e cujo um cliente desesperado disse a um fornecedor que qualquer dispositivo com teclado seria suficiente, desde que a entrega não demorasse mais de uma semana. Claro que deste essa altura o desespero diminuiu, mas a procura por novos produtos continuou a pressionar os fabricantes.

A procura por tablets, PCs e portáteis caiu desde que o iPhone original foi lançado em 2007.

As remessas de PCs atingiram o pico de cerca de 300 milhões de unidades em 2008 e caíram para 250 milhões. Mas agora, de forma bastante inesperada, o nível de 300 milhões está de volta, já que os analistas perceberam que muitos PCs foram enviados até o final deste ano. E os analistas também esperam que as remessas de tablets cresçam mais rapidamente do que o crescimento de 15% previsto para PCs em 2020.

Tablets 2021

A Apple vai dar uma grande ajuda a isto. No próximo ano a Apple vai disponibilizar um iPad básico com Touch ID e o chipset A13 Bionic por um preço a rondar os 299 Euros. Teremos também um novo iPad Pro. Ou seja, isto vai despertar ainda mais o interesse dos utilizadores.

Lembro que os fabricantes têm apostado muito na área escolar. Lembro que em Agosto a Huawei e a Porto Editora criaram uma solução educativa completa para os alunos do Ensino Básico e Secundário. De facto, tem sido o fabricante que mais tem apostado nesta área. Sobretudo com tablets acessíveis.

mm
Bruno Fonseca
Fundador da Leak, estreou-se no online em 1999 quando criou a CDRW.co.pt. Deu os primeiros passos no mundo da tecnologia com o Spectrum 48K e nunca mais largou os computadores. É viciado em telemóveis, tablets e gadgets.

Mais deste autor

Relacionadas

Publicidadespot_img

Últimos artigos

As novas câmeras do iPhone 13 Pro trazem uma desvantagem

Um dos grandes 'upgrades' do iPhone 13 Pro, está no módulo de câmeras traseiro! Ao contar com sensores mais poderosos, e lentes também elas...

Galaxy S21 FE: uma morte prematura dias antes do evento!

É muito raro para uma empresa como a Samsung cancelar um novo smartphone dias antes do evento de lançamento, no entanto, de acordo com...

iPhone 13 Pro Max vs Galaxy S22 Ultra: quem resiste mais?

O lançamento de novos smartphones significa novos testes. Enquanto alguns são mais calmos e limitam-se ao normal, outros são mais perigosos. Pelo menos para...

Não perca nenhuma informação de última hora!

Registe-ne na Newsletter Leak e receba diariamente todas as informações no seu email!